Adolescentes soltam pipa de cima da cobertura do José Corrêa

1105

Em imagens feitas no sábado, 22/9, é possível ver um grupo de garotos no teto do ginásio

No último sábado, 22/9, adolescentes foram vistos soltando pipa de cima da cobertura do Ginásio José Correa, no Centro, durante todo o dia. Nas imagens enviadas por um leitor ao Barueri na Rede também é possível ver grupos de adolescentes em frente à entrada do ginásio.

Nas imagens enviados ao BnR é possível ver dois garotos soltando pipa de cima da cobertura do José Corrêa/Fotos: Arquivo Pessoal
Nas imagens enviados ao BnR é possível ver dois garotos soltando pipa de cima da cobertura do José Corrêa/Fotos: Arquivo Pessoal

Segundo testemunhas que estavam no local e filmaram tudo, havia um evento religioso dentro do ginásio no mesmo horário e viaturas da GCM faziam segurança do lado de fora. Um vídeo mostra grupos de garotos soltando pipa em frente à entrada do ginásio, enquanto em outro dois adolescentes aparecem por cima da cobertura.

Em julho, o Barueri na Rede noticiou um incidente grave causado por linha de cerol na divisa de Barueri com Jandira. João Victor Valente, de nove anos, pedalava em sua bicicleta quando ficou enroscado em uma linha de pipa. Na ocasião, o menino precisou passar por uma cirurgia no HMB de reconstrução dos tecidos e órgãos afetados. A prefeitura divulgou o caso e fez um alerta na época sobre o perigo das linhas de cerol e chilena para a brincadeira. (relembre o caso).

Depois do ocorrido a Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema) proibiu a soltura de pipas e papagaios nos dois parques de Barueri, o Dom José e o Parque Ecológico. Já o uso do cerol em linhas de pipa é proibido na cidade há 15 anos, desde 2003, quando foi sancionada a Lei 1.384. Em 2011, a Lei 2.054, também incluiu a proibição do uso de linha chilena.

 

De acordo com as testemunhas que gravaram o episódio de sábado no ginásio, não é a primeira vez que isso acontece e a ação tem se tornado cada vez mais comum no local. Outro ponto é a questão dos danos na estrutura do local, pois, segundo frequentadores, constantemente surgem goteiras em dias chuvosos que atrapalham treinos e competições esportivas.

Perguntada pelo BnR sobre o perigo que os adolescentes estão correndo em praticar esse tipo de ato, e sobre a segurança no local por se tratar de um patrimônio público, a prefeitura respondeu que a Guarda Municipal de Barueri está apurando os fatos junto à ouvidoria da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana para que sejam tomadas as providências necessárias.