Segundo Vigilância, surto do Mackenzie atingiu 91

104
- Publicidade -

Serviço sanitário chegou ao número após cruzar informações dos atendimentos a pacientes com o mesmo sintoma naquele período

A Vigilância Sanitária de Barueri (Visa) fechou em 91 o número de casos de estudantes do colégio Mackenzie de Alphaville que apresentaram problemas gastrointestinais entre terça e quarta-feira da semana passada, dias 27 e 28/10. O serviço chegou a esse número após visitar os pronto-atendimentos da região que receberam pessoas com os mesmos sintomas naquele período e averiguar entre eles quais eram alunos da escola.

As causas do surto permanecem desconhecidas e apenas os resultados dos exames laboratoriais da comida e da água da escola poderão indicar o que aconteceu. Enquanto isso, foi feito um levantamento que incluiu entrevistas com as vítimas do surto e a análise do período e da área em que ocorreram os casos, além de eventuais grupos de risco.

Na escola, as medidas preventivas tomadas foram lavagem da caixa d’água, filtros, bebedouros e salas de aula dos prédios do colégio. Segundo a Assessoria de Comunicação do Mackenzie, está sendo distribuída água em garrafas aos alunos, que também vêm recebendo orientações sobre cuidados com a higiene e uso de álcool gel.

A escola afirma ainda que foi encomendada uma nova rodada de análise de qualidade da água após a limpeza do sistema de distribuição. Desde a volta às aulas, na segunda-feira, dia 3, não houve nenhuma ocorrência semelhante às do surto. Ainda de acordo com o colégio, os casos registrados foram fragmentados entre os 3 mil alunos pois, os casos estavam espalhados por diferentes turmas.

A Vigilância Sanitária afirma ainda que não há registro casos em outros pontos da cidade e afirma desconhecer boatos nesse sentido.

- Publicidade -