Sobre o trabalho e encerramento do BnR

2499
- Publicidade -

Diante das diversas manifestações, na sua imensa maioria de pesares, apoio e carinho, ao comunicado de que o jornal Barueri na Rede encerrou suas atividades, achamos que se fazia necessária uma ‘conversa’ mais direta

Verônica Falco, jornalista. Editora-chefe do Barueri na Rede

Desde a fundação, o Barueri na Rede, formado e feito por jornalistas formados, dirigido por profissionais de carreira, sendo pelo menos um deles, meu amigo, ídolo e também sócio, respeitado e com passagem na direção de grandes jornais e empresas de comunicação, Décio Trujilo.

Já na idealização, os pilares da linha editorial do Barueri na Rede – e de todo trabalho a ser desenvolvido por quem se unisse à nós – era a independência, a utilidade pública e o o compromisso exclusivo com o nosso leitor, no caso, o morador de Barueri.

Ao longo desses quase cinco anos, o reconhecimento trouxe credibilidade e também responsabilidades. Com isso, fez-se necessário que uma equipe maior fosse incorporada ao jornal. E assim foi feito. Ainda que jovem, todos jornalistas profissionais, formados dentro dos critérios da ética, transparência e responsabilidade com a informação.

Acredito que isso, junto com o comprometimento com a independência, nos trouxe grandes conquistas, como a colaboração de muitos leitores, que confiaram em nós, e muitas vezes expuseram seus dramas e problemas em busca de ajuda para a comunidade à qual pertencem.

Entretanto, o resultado do trabalho visto nas páginas do Barueri na Rede requer um trabalho sério, pautado na apuração responsável, no que se nota nas diversas fontes consultadas pela nossa equipe ao longo desses anos. Não houve nenhuma parte citada e que não tenha sido consultada – garantindo o direito de resposta – bem como as máximas autoridades envolvidas em cada tema.

Quando da necessidade, a equipe do Barueri na Rede procurava representantes municipais, estaduais e federais – fosse na área da Saúde, Educação, Segurança, ou nos ministérios da Saúde e da Educação. Esse trabalho, feito com esmero, responsabilidade e seriedade, requer uma equipe afinada e comprometida com esses princípios.

Jornalistas de qualidade, como acreditamos ser a nossa equipe, são formados pela paixão de fazer algo pela sociedade, mas como qualquer profissional, vivem do trabalho, e com os nossos não poderia ser diferente. Mesmo com todas as dificuldades, como o home office, o que naturalmente impede o repórter de estar onde precisa, afinal, lugar de repórter é na rua, apurando os fatos, nossa equipe se manteve firme no compromisso assumido pelo Barueri na Rede – entregar aos nossos leitores o melhor trabalho que pudéssemos fazer.

A crença de que todos têm direito à informação sempre foi uma questão muito clara e resolvida para nós, responsáveis pelo jornal. Não houve qualquer limitação financeira ao conteúdo produzido pela equipe do Barueri na Rede – fosse por meio de assinaturas, matérias disponibilizadas em partes, ou qualquer tipo de cobrança para que nossos leitores tivessem acesso ao nosso noticiário.

Infelizmente, assim como qualquer empresa, existe um custo para que se mantenham as atividades, e isso, apesar de todos os nossos esforços, tornou-se maior do que pudemos suprir nos últimos meses. A decisão de parar as atividades do Barueri na Rede foi muito sofrida, difícil e, acreditem, lutamos para que isso não acontecesse, e chegamos até a lançar uma campanha de doações – que infelizmente teve adesão muito baixa – para que o quadro atual não se realizasse.

Mas diante da impossibilidade de manter a equipe, e com isso a qualidade esperada pelos nossos leitores, não nos restou nada mais que, mantendo a transparência e respeito com nossa equipe e público, comunicar o encerramento do nosso jornal.

Não vimos outra possibilidade, como ‘nos vendermos’ – como alguns sugerem, para mim, de forma leviana -, ou simplesmente ‘ir fazendo de qualquer jeito’. Nossos mais de 60 mil seguidores não merecem nem uma coisa nem outra. Não houve compra, nunca estivemos à venda, e não houve pressão, que isso não intimida o jornalismo sério.

Acreditem, essa decisão vem doendo em cada um de nós há tempo já, tanto para mim e meu sócio, que vemos um sonho tendo que ser interrompido, como diante da dispensa da nossa altamente qualificada equipe.

Dito isso, agradecemos, toda a equipe do Barueri na Rede, e em especial o imenso carinho, colaboração e reconhecimento que nos foram dados ao longo desses anos.

- Publicidade -