Quarentena: GCM fecha 53 bares em uma madrugada

3946
- Publicidade -

Números são resultado das primeiras horas da “Operação Vai pra Casa”, disparada nesse domingo, 22/3

Nas primeiras horas em que começou a valer a determinação da prefeitura de Barueri para que estabelecimentos de serviços não essenciais fechassem, a ação da GCM, nomeada de Operação Vai Pra Casa, resultou em 53 bares fechados. Desrespeitando o decreto municipal, que segue as mesmas determinações do governo do estado, proprietários de estabelecimentos comerciais mantiveram suas atividades.

Segundo a administração municipal, algumas padarias continuavam abertas, onde grupos de pessoas se reuniam nos balcões, o que vai de encontro às orientações de manter quarentena. Nesses locais, a GCM lembrou aos proprietários a determinação do decreto, realizou o fechamento e orientou sobre as condições de trabalho para esses serviços, que só podem atender para vendas para viagens, nada para consumir no local.

Igreja, que realizava culto de portas fechadas, foi orientada pela CGM a encerrar a atividade para atender a quarentena

Além dos 53 bares, o agentes de segurança flagraram uma igreja realizando culto de portas fechadas. Como não há proibição para esses casos, os responsáveis pela Igreja Internacional da Graça de Deus, que fica na avenida Henriqueta Mendes Guerra, acataram a orientação dos pelos GCMs e encerram o culto.

Outras 46 ocorrências de perturbação do sossego foram atendidas, além de um caso de embriaguez ao volante.

Ignorando a quarentena

Nos últimos dias dessa semana, o Barueri na Rede recebeu diversos relatos de moradores preocupados com a falta de consciência de pessoas que insistiam em andar pelas ruas e se reunir em grandes grupos. “Bares abertos, praças cheias, pessoas aglomeradas em vários bairros de Barueri, aqui no Paulista mesmo, e nós presos dentro de casa, cumprindo a ordem”, revoltou-se um leitores do BnR.

No Maria Helena, pessoas se reuniam na rua, ignorando a orientação das autoridades de saúde de permanecer em quarentena

Uma foto, enviada por uma moradora do Maria Helena, mostra pessoas num pequeno grupo na rua. “Mesmo com todas as informações sendo divulgadas, ainda tem gente que continua na rua, brincando e sem ligar para os sérios riscos de proliferação do vírus”, desabafou.

A mesma situação preocupa uma outra leitora, que relatou desrespeito à quarentena no bairro onde mora. “Infelizmente com essa pandemia, tem muitas pessoas que não estão respeitando a quarentena. Aqui no jardim Belval, na rua Rui Barbosa, na avenida Itaqui e na rua atrás da EMEI Alfredo do Carmo, parecia um sábado normal”, contou.

A quarentena tem sido apontada pelas autoridades de saúde mundial como a principal arma contra o crescimento de casos de pessoas com o novo coronavírus. A orientação da Secretaria de Segurança de Barueri é que ‘o cidadão que notar algum estabelecimento descumprindo a regulamentação pode denunciar (de forma anônima se preferir)’. Os telefones para comunicar a Guarda são o 4199-1400 e o 153.

- Publicidade -