Quarentena é para evitar o mal maior, diz Furlan em vídeo

1394
- Publicidade -

Prefeito disse em rede social que cidade seguirá a determinação do estado de estender o isolamento

O prefeito Rubens Furlan afirmou que a cidade está seguindo a determinação do governo do estado de São Paulo (leia) de estender quarentena por mais 15 dias. A informação foi confirmada em live na página do prefeito no Facebook na segunda-feira, 6/4.

“O isolamento social está surtindo efeito e vamos acompanhar o estado na prorrogação da quarentena por mais 15 dias. É difícil para todos nós, mas vamos com fé que tudo será superado”, postou Furlan/ Foto: Reprodução

“Vemos a expansão do coronavírus. Mas, em Barueri, não explodiu o sistema de saúde por causa da quarentena e das medidas prévias que têm sido tomadas”, ponderou. O prefeito reconheceu que o fechamento do comércio é um golpe duro na economia, mas que é preciso passar por isso para vencer o vírus. “É melhor ter uma queda na economia do que arriscar, pagar pra ver e deixar acontecer o que está acontecendo na Espanha, Itália e Estados Unidos”, comentou.

“Por isso, não podemos afrouxar as regras. Daqui a pouco, tudo passa e vamos retomar nosso trabalho normal, recuperar a economia mundial e o cidadão que está em desespero com a situação”, afirmou o prefeito. Furlan ressaltou, mais uma vez, que em primeiro lugar vem a vida da população, e que este é um ponto indiscutível.

“Vamos colaborar e acreditar que estamos passando por isso para evitar o mal maior, não para a economia, mas para a vida do nosso povo”, reforçou. Furlan ainda aproveitou para agradecer todos os profissionais de saúde.

Decreto de prorrogação de quarentena

O decreto número 9.118, que prorroga a quarentena até 22/4, foi publicado na edição extra do Jornal Oficial de Barueri, desta terça-feira, 7/4 (página 2 aqui).

Além dos serviços considerados essenciais já descritos no decreto da primeira etapa da quarentena, como farmácias e padarias, ficam liberados para funcionar também os serviços de construção civil, comercialização de materiais de construção, serviços de manutenção de bicicletas, óticas, comercialização de embalagens, serviços presenciais prestados por instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco
Central do Brasil, estacionamento de veículos em um raio de 300 metros do entorno de unidades de saúde, locação de veículos e agências de veículos. No fim de março, Furlan havia dito em uma live que estava estudando tirar a restrição do que fosse possível, e não causasse aglomerações, para movimentar a economia (relembre).

Com relação à fiscalização dos estabelecimentos que venham a descumprir o decreto, a Guarda Municipal de Barueri fica autorizada a aplicar penalidades nesses casos, entre elas a imediata interdição do local.

Cenário do coronavírus em Barueri

O boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta terça-feira, 7/4, apontou que Barueri tem 64 casos confirmados por exames laboratoriais. Até então, duas mortes foram comprovadas e outras 27 estão em análise. No HMB há 61 pacientes internados e 736 casos estão em investigação aguardando resultado de exames. Já 23 pacientes infectados pela Covid-19 estão curados.

😷📈🚫 Barueri tem 64 confirmados de Covid-19. Acompanhe o #BoletimCoronavírus desta terça-feira.#barueri #prefeituradebarueri #cidadeinteligente

Posted by Prefeitura de Barueri on Tuesday, April 7, 2020

- Publicidade -