PT se reúne em convenção e homologa coligação com Psol

176
- Publicidade -

Partido lembra ligação histórica e ideológica com Psol e justifica apoio a Saulo Góes

PT terá treze candidatos a vereador na chapa com o Psol

O PT realizou sua convenção na noite de sábado, 30/7, na sua sede, no Centro de Barueri, e confirmou o acordo selado com o Psol para coligação nas eleições de 2016 em torno da candidatura para prefeito do vereador Saulo Góes. Também foi decidido que o partido apresentará 13 nomes para concorrer a um cargo na Câmara, sendo 8 homens e 5 mulheres.

Com representantes da executiva estadual do partido, Misa Boito, Rodrigo Funchal e Irineu Casemiro, e da vereadora de Osasco, Professora Mazé, o partido reafirmou posição contra o que chama de coronelismo na política local.

Em seu discurso, o professor Luiz Carlos Gomes, fundador e ex-presidente da legenda em Barueri, ressaltou que a coligação com o Psol é natural e que o primeiro acordo discutido entre os partidos foi sobre o programa de governo. “Nunca fiz uma coligação tão confortável na minha vida”, afirmou. Luiz Carlos lembrou ainda que na atual legislatura, Saulo Góes foi o único vereador que não se alinhou com a candidatura de Rubens Furlan.

Baltasar Rosa e Saulo Góes, candidatos da coligação Psol-PT

Também presente à reunião, o candidato da coligação, Saulo Góes, definiu a campanha como 3S, saliva, suor e sola de sapato e lembrou que sua atuação parlamentar sempre se pautou por uma crítica construtiva à administração municipal. No seu entender, apesar dos recursos abundantes, a cidade sofre com a falta de planejamento.

No encerramento, o presidente municipal do PT e candidato a vice prefeito, Baltasar Rosa, em discurso inflamado, exaltou a coligação com o Psol e demonstrou grande confiança na vitória e certeza de que juntos transformarão a cidade.

- Publicidade -