Projeto instala comedouros e bebedouros para cães abandonados

1665
- Publicidade -

Iniciativa começará neste domingo, 26/4, no Jardim Belval com cinco pontos. Ideia é ampliar para outros bairros

Por Thiago Correia

Comedouros e bebedouros são canos de PVC confeccionados, adaptados e transformados manualmente em recipientes para ração e água/Foto: CãoEles

Começa neste domingo, 26/4, o projeto CãoEles, uma iniciativa que busca alimentar animais em situação de rua. Idealizado por Augusto Neto, conhecido como tio Gutto, o projeto fará a instalação de comedouros e bebedouros para cães abandonados no Jardim Belval.

“Estou iniciando o projeto social aqui em Barueri. Vamos instalar cinco pontos, quatro no bairro Jardim Belval e um no Jardim São Pedro, e posteriormente em mais pontos da cidade”, contou Gutto ao Barueri na Rede. Ele é transportador escolar da região do Centro e Jardim Belval.

Tio Gutto contou que projeto é um sonho de infância que está realizando/Foto: Arquivo pessoal

O idealizador do CãoEles explica que o projeto é um sonho de infância, que compartilha com a esposa Karine. “Sempre ajudamos ONGs voltadas para os animais e/ou cachorros abandonados”, afirma. “Hoje, com a paralisação por causa do Covid-19, senti no coração que é o momento de ajudar nossos amiguinhos de patas, pois as pessoas estão em casa e eles acabam ficando sozinhos sem nenhum tipo de ajuda”, alega.

Os comedouros e bebedouros são canos de PVC confeccionados, adaptados e transformados manualmente em recipientes para ração e água. Cada recipiente cabe, em média, 4 kg ou 4 L de ração/água, que devem ser repostos diariamente.

“Iniciamos ontem [22/4]. Estou a mais de uma semana produzindo os comedouros e bebedouros dos nossos amiguinhos e vamos instalar os primeiros pontos no domingo”, contou Gutto ao BnR. “Nossa iniciativa é sem fins lucrativos e o objetivo maior é voltar o olhar para os nossos amiguinhos, que mesmo em situação de abandono merecem o nosso respeito”, ressalta.

A população pode ajudar o projeto por meio de doações para manter os pontos de alimentação. Petshops e clínicas veterinárias também são bem-vindos. O CãoEles pode ser acompanhado pelas redes sociais: Facebook e Instagram.

- Publicidade -