Presidente diz que Oeste fica em Barueri apenas em 2017

2577
- Publicidade -

Dirigente afirma que vinda do clube é Plano B e que já negocia com a prefeitura de Itápolis a volta do time para cidade natal

oestemateria
Oeste em duelo contra o Bahia na Arena pelo Brasileira da Série B deste ano/Foto: EC Bahia

Se depender da direção do Oeste FC, a mudança do clube para Barueri vai durar apenas um ano. Ao menos é o que tem declarado o presidente do clube, Ernesto Garcia. Ele diz que tem sido muito pressionado em Itápolis para que o time volte à cidade de origem e afirmou já ter iniciado conversas com o prefeito eleito da cidade, Edmir Gonçalves, para que isso aconteça.

Meu sonho seria o Oeste ficar em Itápolis, mas em 2017 vai disputar em Barueri”, afirmou o dirigente em entrevista ao programa Globo Esporte, da Rede Globo. “A escolha foi fruto apenas de “plano B”, houve propostas de outras cidades, mas a diretoria achou melhor Barueri pela logística e estrutura de treinamento e de jogos que eles oferecem”, explicou. “Mas o prefeito eleito disse que a partir do segundo semestre está aberto para uma nova conversa no sentido de tentar fazer um planejamento para que o Oeste volte a jogar em 2018 nos Amaros”, concluiu, referindo-se ao estádio municipal de Itápolis.

Estádio dos Amaros, em Itápolis:/Foto: Oeste FC

O Oeste foi fundado em Itapólis há 95 anos e é um dos orgulhos da cidade. Nos últimos anos, foi obrigado a mandar seus jogos em vários locais do Estado porque o estádio municipal vem sendo sistematicamente interditado pelo Corpo de Bombeiros, apesar de algumas reformas por que passou.

Esse ano, Aparecido Roberto, o Cidão, investidor que controla o departamento de futebol do clube, associou-se a Mário Teixeira, dono do Audax, e o Oeste mandou a maioria de suas partidas em Barueri. Daí, surgiu a ideia de negociar com a prefeitura a transferência do clube para a cidade.

O acordo foi selado. O município não colocará dinheiro no projeto, mas facilitará o uso da Arena Barueri e do Centro de Treinamentos da Vila Porto. Com essa garantia, os investidores pagaram a taxa de transferência na Federação Paulista de Futebol (FPF), de cerca de R$ 800 mil, com validade de um ano.

Na apresentação do elenco e do técnico Vilson Tadei, dia 15/12, Cidão afirmou ao BnR que o Oeste vem para Barueri em definitivo. Fontes ligadas à administração municipal, porém, afirmaram ao jornal que a vinda só está mesmo garantida para 2017, confirmando as declarações do presidente Ernesto Garcia.

- Publicidade -