Polícia prende estelionatário de tags de pedágio

679
- Publicidade -

Homem foi flagrado na rodovia Castelo Branco, na altura de Barueri, com 11 tags fraudados, que eram vendidos por R$ 150

Um homem foi preso por estelionato de tags de pedágio na rodovia Castelo Branco, altura de Barueri, na segunda-feira, 4/5. Com ele, a Polícia Civil encontrou 11 adesivos, que eram vendidos pela internet por R$ 150 e depois, distribuídos em diversos pontos da capital e da Grande São Paulo.

Tags fraudados, com dados bancários de terceiros, eram vendidos por R$ 150/ Foto: Divulgação – Polícia Civil

Os investigadores da Delegacia de Polícia de Barueri (Demacro) abordaram um veículo suspeito na rodovia. Nele, foram encontrados 11 tags, ou stickers, em nome de outras pessoas. Os dispositivos pertencem a uma empresa que os vende para a realização de pagamento automático em pedágios, postos de gasolina, drive-thru, entre outros serviços.

No local do flagrante, o representante da empresa de tags foi chamado pelos policiais. Ele informou que o setor de fraudes vinha monitorando o suspeito, que inclusive já tinha diversas passagens policiais por estelionato. A atitude é prevista no Código Penal como crime contra o patrimônio, em que o infrator obtém, para si ou para outro, vantagem ilícita que causa prejuízo alheio e induz ao erro, com artifício para enganar a vítima por meio de fraude.

O representante ainda contou que as investigações da empresa apontaram que os estelionatários utilizavam dados pessoais e bancários de outras pessoas e realizam os cadastros fraudulentos para a utilização dos equipamentos. As adesões falsas ocorriam por canais de venda, não presenciais, e a retirada do tag era feita em diversos pontos espalhados pela capital e Grande São Paulo, com enormes prejuízos à empresa.

O homem foi preso em flagrante e confessou as fraudes. Aos policiais, ele informou que vendia os adesivos a quem se interessasse, por R$ 150.

- Publicidade -