Pais e alunos reprovam material entregue esta semana

3321

Jornalismo independente – Compromisso com o leitor – Escolas distribuíram lotes de material escolar com quantidade bem inferior à do ano passado

kit-3
Mães reclamam da quantidade e da qualidade do material/Fotos: BnR

A prefeitura de Barueri distribuiu materiais escolares para a rede municipal de ensino esta semana e desagradou os pais de alunos. O BnR recebeu queixas quanto à quantidade, qualidade e adequação dos produtos entregues nas escolas.

Segundo as mães, as crianças receberam os itens numa sacola plástica, semelhante às de supermercado. No ano passado, os itens vierem em uma mochila que os estudantes utilizaram para carregar o material durante o ano.

Uma mãe de estudante do ensino fundamental comparou o que chegou em 2016 com o que foi entregue agora. No ano passado, segundo ela, a criança recebeu mochila, 5 cadernos capa dura grandes, um caderno de cartografia grande de capa dura, um caderno de caligrafia de capa dura, 12 lápis de cor, 12 gizes de cera, 12 canetinhas coloridas, dois pincéis, borracha apontador, régua, dois lápis de escrever, um estojo, uma régua, uma caixa com tinta guache de 6 cores e uma agenda escolar.

Já esta semana, o kit veio bem menor: três brochuras, um caderno de desenho, dois lápis, um lápis de cor, uma cola e um apontador.

O problema do material escolar se arrasta desde o início do ano. Em janeiro, a prefeitura desmentiu boatos dizendo que não haveria entrega este ano e afirmando que a licitação ´para a compra dos produtos estava em andamento. Mas não dava previsão de data para a entrega, afirmando apenas que seria “o mais rápido possível”.

Nos meses seguintes, em vária oportunidades a gestão municipal afirmou que o material não estava sendo entregue por problemas nos pregões provocados pelas empresas participantes e por decisões do Tribunal de Conta do Estado (TCE).

Finalmente, no início de junho alguns itens foram entregues, mas desagradaram os estudantes, pois também eram pouco e, de acordo com os estudantes, de má qualidade. Na época, o assunto foi parar nas redes sociais. Os alunos receberam um lápis, uma régua, uma cola branca, um apontador, uma tesoura e uma borracha e nenhum caderno.

Respondendo a questionamentos feitos pelo BnR, a Secretaria de Educação disse que, em razão de a compra deste ano ter sido feita a granel, a Secretaria de Educação está enviando os itens aos alunos à medida que são entregues pelos fornecedores. “A prefeitura está fazendo o possível para cobrir as necessidades escolares dos estudantes também com o fornecimento dos cadernos de apoio e livros didáticos para alunos e professores”, afirmou a gestão, em nota.

No texto, a gestão sugere que esta é a nova diretriz para os materiais escolares ao dizer que “o mais importante é a garantia de investimentos na qualidade de ensino, acompanhamento sistemático das políticas de ensino e formação de professores, entre outras medidas importantes, visando cada vez mais o aprendizado dos estudantes matriculados na rede de ensino de Barueri”.