Ônibus em Barueri será mais caro que trem e metrô

1473

Alckmin congela tarifas de Metrô e CPTM em R$ 3,80. Doria faz o mesmo com ônibus da capital. Com bilhete em R$ 4,20, Barueri terá transporte mais caro

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu nesta quinta-feira, 29/12, congelar as tarifas de R$3,80 para trem e metrô durante o ano de 2017. Dessa forma, o transporte público em Barueri será mais caro, já que um aumento autorizado pelo prefeito Gil Arantes (DEM) eleva o custo do bilhete para R$ 4,20 a partir de sábado, 31/12.

alckmin-doria-jr
Alckmin e Dória congelam tarifas em R$3,80

Alckmin tomou a decisão acompanhando o prefeito eleito da capital, João Dória Jr. (PSBD), que assim cumpre promessa feita no dia seguinte a sua vitória na eleição paulistana. Um comunicado conjunto sobre o congelamento deve ser divulgado pelas equipes de ambos na tarde desta sexta-feira, 30/12.

Dessa forma o governador se livra de arcar sozinho com o peso político causado pelo aumento de tarifa nos transportes públicos.

Descontentamento

Tão logo foi divulgada a intenção do governo do Estado de manter as tarifas sob sua gestão nos valores atuais, o Barueri na Rede procurou ouvir a opinião dos seus leitores a respeito do assunto. A desaprovação e revolta foi unânime entre aqueles que responderam ao questionamento.

Felipe Pessoa, que utiliza a CPTM para trabalhar na Barra Funda, acha que manter o valor da tarifa significa aumentar os subsídios, o que acarretaria menos investimento em outras áreas. “Uma solução é acabar com o monopólio da empresa detentora da concessão do serviço. Deve ser revisto o contrato para que mais empresas operem”, afirma Felipe.

“Para mim está melhor andar de Uber, pago menos e tem ar condicionado e água”, diz Mayara Mendes, que se desloca da Chácara Marco para o Engenho Novo e Centro para vender roupas. Mayara reclama do serviço prestado, em que algumas linhas estão sempre superlotadas e outras não têm carro suficientes para atender à demanda. E finaliza lembrando que não faz um ano que a tarifa foi aumentada da última vez.

Essa opinião é compartilhada com Mag Cristina, que utiliza ônibus municipais de Barueri e Carapicuíba, alem de CPTM, para se locomover de sua casa, no Jardim Júlio, para o trabalho, no Parque Santa Teresa, no município vizinho. Ônibus lotados e demorados, brigas para conseguir entrar no veículo e frota sucateada são suas principais reclamações. “Passamos por tudo isso e ainda somos obrigados a engolir um aumento de tarifa para um transporte precário e com descaso com os usuários”, conclui.