Oeste vence em Curitiba e volta a sonhar com o acesso

237
- Publicidade -

Rubrão faz 2 a 0 no Coxa e quebra a invencibilidade dos paranaenses jogando em casa

coxa1
Oeste resolveu no primeiro tempo e contou com defesa de pênalti de Tadeu/Fotos: Globo Esporte

O Oeste conseguiu uma importante vitória na noite desta sexta-feira, 24/8. Jogando fora de casa pela 23ª rodada da série B do Brasileirão, o Rubrão bateu o Coritiba por 2 a 0 e voltou a sonhar com a briga pelo acesso. Agora com 33 pontos, a equipe está provisoriamente na oitava colocação, a três pontos da zona de acesso.

O triunfo confirmou que o time de Roberto Cavalo é um visitante indigesto. Já havia sido a primeira equipe a derrotar o líder Fortaleza de Rogério Ceni, em casa. Agora, o rubro-negro quebrou a invencibilidade do Coxa em seu estádio.

O Oeste aproveitou o nervosismo dos paranaenses e tratou de se impor desde o início. Aos 7 minutos, Pedrinho recebeu dentro da área e teve a oportunidade de marcar, mas perdeu o controle da bola. Logo em seguida, o próprio Pedrinho obrigou Wilson a praticar grande defesa em cabeçada.

E o gol saiu aos 17 minutos. Marciel tocou para Mazinho no bico esquerdo da grande área e correu para receber. Mazinho devolveu limpa para Marciel, livre na cara do gol, marcar. O gol abalou o Coxa e o Rubrão não perdoou. Aos 24, Mazinho aproveitou bola espirrada e tocou para Marcinho, que entrava pela direita e chutou rasteiro, cruzado, sem defesa. No restante da etapa inicial, o rubro-negro apenas administrou a vantagem.

No segundo tempo o Coritiba foi para cima e chegou a criar oportunidades, mas sem sucesso. Até que aos 29 minutos Betinho fez pênalti em Parede. Mas a noite era do Oeste e Tadeu defendeu a cobrança em grande defesa. A partir daí, o Rubrão manteve a tranquilidade e segurou o placar até o fim.

A próxima partida do time será na terça-feira, às 20h30, na Arena, contra o São Bento de Sorocaba.

Em Curitiba, o Oeste jogou com Tadeu; Daniel Borges, Leandro Amaro, Patrick e Conrado; Betinho, Marciel, Mazinho (Lídio), Marcinho e Pedrinho (Bonilha);
Zé Love (Jean).

- Publicidade -