Novo secretário de Furlan causa polêmica

2587
- Publicidade -

Milton Monti, novo secretário de Governo, é criticado por não ser da cidade e responder a processo por corrupção

O prefeito Rubens Furlan nomeou o ex-deputado Milton Monti para ocupar a Secretaria de Governo da prefeitura. Monti, de 58 anos, é um político com longa carreira política. Ele foi prefeito em São Manuel, no interior paulista, e eleito para dois mandatos de deputado estadual e cinco de deputado federal. Com sua nomeação, Geraldo Vinholi, que acumulava a função com a Secretaria de Suprimentos, passa a responder apenas por uma pasta.

A nomeação de Monti provocou reação contrária na cidade e desde terça-feira, 14/4, passou a ser um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. A rejeição a seu nome tem dois motivos. A primeira, é que ele é um político de fora, nem nenhuma relação com Barueri. Internautas vêm questionando Furlan se a cidade não tem ninguém em condições de assumir esse cargo, que é exclusivamente político.

O outro motivo de crítica é o fato de que Monti aparece como acusado de corrupção em processo sobre investigações da Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava-Jato, a respeito de irregularidades na construção da Rodovia Norte-Sul. Ele foi acusado de receber propina em 2008 e 2009. O deputado nega as acusações e afirma que todas as doações que recebeu foram legais e que sua inocência será demonstrada.

Segunda vez

As mesmas críticas surgiram quando Furlan empossou na mesma pasta o antecessor de Monti, o também ex-deputado Geraldo Vinholi. Na época, houve críticas ao fato de Vinholi não ter histórico em Barueri.

Ele também estava envolvido em denúncias da época em que era prefeito de Catanduva, no interior paulista. Vinholi foi acusado de improbidade administrativa em compras feitas pela prefeitura.

- Publicidade -