Movimentos sociais vão ao MP contra tarifa de ônibus em Barueri

796
- Publicidade -

Documento protocolado no Ministério Público nesta quinta-feira, 19/1, pede a revisão do valor da tarifa de R$ 4,20 vigente em Barueri

Três entidades sociais protocolaram na manhã desta terça-feira, 19/1, no Ministério Público de Barueri, documento pedindo a revogação do aumento na tarifa de ônibus concedido pela prefeitura no mês de dezembro de 2016. A representação pede ainda revisão da tarifa e transparência na planilha de custos considerada para o cálculo do valor para passagem.

protocolo
Documento foi protocolado no MP

As organizações que assinam o documento são o Movimento Social Contra Abusos (Mosca), o Núcleo 10 de Maio do PT de Barueri e a grupo Lutas Populares de Barueri, este último criado a partir das manifestações realizadas no terminal de ônibus do centro nos dias 4, 9 e 17 de janeiro.

Não sua argumentação o documento elenca uma série de fatores pelos quais entende que a tarifa cobrada em Barueri deveria ser menor

  • Subsídio da prefeitura;
  • Linhas de curto trajeto, dadas as dimensões da cidade;
  • Aumento autorizado acima da inflação no período;
  • Isenção de imposto municipal (ISSQN) para as empresas que operam no município;

O texto lembra ainda que a justiça de São Paulo suspendeu o aumento concedido pela EMTU para as tarifas intermunicipais e suas integrações.

E termina solicitando que o custo da tarifa seja calculado por quilômetro rodado, conforme cáalculo demonstrado no documento, cujo teor pode ser lido aqui.

- Publicidade -