Motorista de ambulância morre com suspeita de Covid-19

8402
- Publicidade -

Um familiar de Valdemir da Conceição Oliveira, de 52 anos, contou que ele estava internado no HMB sendo acompanhado como caso suspeito do vírus

Um motorista de ambulância de Barueri morreu na tarde de quinta-feira, 3/4, com suspeita de Covid-19. Valdemir da Conceição Oliveira, de 52 anos, estava internado no Hospital Municipal de Barueri (HMB).

Um familiar de Valdemir contou ao Barueri na Rede que ele teve sintomas de coronavírus e estava em casa, em isolamento. Porém, após dois dias, a situação do motorista piorou. Ele foi entubado e ficou internado no HMB, sendo acompanhado como caso suspeito de Covid-19, mas morreu na tarde de ontem.

Informações obtidas de colegas de trabalho de Valdemir, também atestam que ele pode ter morrido de complicações de coronavírus. “Que triste. Ainda tem pessoas que não acreditam neste vírus maldito. Grande cara. Grande amigo. Grande colega de trabalho”, escreveu uma colega de Valdemir. “Sou muito grata a ele, quando minha filha foi operar da hérnia, ele carregava minha filha nos braços para a ambulância como se fosse filha dele, com todo cuidado”, completou.

Outra amiga do motorista também comentou sobre: “Meu Deus que tristeza perder um amigo vítima de Covid-19. Ficarão as lembranças boas de sua alegria contagiante nos corredores do Pronto Socorro Sameb”.

Em todas as mensagens de familiares, amigos e colegas de trabalho, a admiração por Valdemir é evidente. “Pensa em um cara querido por todos, cara zoeiro ‘pakas’, muito gente fina”, relatou um colega. “Vai deixar saudade guerreiro. As histórias, as brincadeiras e seu profissionalismo. Descanse em paz! Fiquem em casa, já chega nós que temos que trabalhar”, pediu outra.

Na manhã desta sexta-feira, 3/4, amigos e colegas de trabalho de Valdemir fizeram uma carreata pela região do Centro em homenagem ao motorista. O corpo de Valdemir foi sepultado no Cemitério Municipal às 11h45 de hoje.

O Barueri na Rede questionou a prefeitura sobre a causa da morte de Valdemir e o histórico clínico dele, mas ainda não obteve respostas.

Falta de confirmações de casos suspeitos

No estado de São Paulo, até a noite de quinta-feira, 2/4, haviam sido confirmadas 208 mortes relacionadas ao novo coronavírus, e ainda 3.506 casos confirmados. Na data, foi feita uma força-tarefa da Secretaria Estadual de Saúde para diagnosticar os casos de 201 mortes suspeitas que estavam com os exames parados no Adolfo Lutz, sendo que delas foram concluídas 93 e 20 foram confirmadas. A promessa é de que nos próximos dias, os casos de exames de mortos sob suspeita sejam zerados e os dados atualizados.

De acordo com o último boletim divulgado pela prefeitura de Barueri, na quinta-feira, 2/4, são 17 mortes em investigação devido ao coronavírus, uma morte confirmada, 614 casos em investigação, 31 pacientes internados no HMB em investigação, outros 18 internados internados na UTI em investigação, nove confirmados por exames laboratoriais e 30 descartados. O caso de Valdemir não entrou no boletim desta quinta-feira.

- Publicidade -