Comunidade e Leões são líderes e se pegam domingo

120
- Publicidade -

Os dois venceram as duas partidas que jogaram e se enfrentam domingo que vem. Vila do Sapo e Genoplastic reeditarão a final de 2015

sapo3
Vila do Sapo e Sport Aldeia fizeram jogo movimentado e cheio de reclamações contra a arbitragem/Fotos: Mario Trujillo

Leões do Morro e Comunidade voltaram a vencer na segunda rodada do campeonato municipal de futebol, jogada ontem, 8/5. Com isso, ambos lideram a competição com seis pontos e se enfrentam no proximo domingo, às 11 horas, no campo do Califórnia. Os líderes foram beneficiados com os tropeços de Ceará, Ganga e América, que venceram na estreia mas tropeçaram ontem.

Ceará desperdiça

Apesar de dominar amplamente a partida, o Ceará, do Mutinga, ficou no 1 a 1 com o GR Olga, do Parque dos Camargos, domingo de manhã, no campo do Maria Helena. No início da partida a forte marcação do Ceará impediu qualquer inciativa da equipe do GR Olga que via, sem conter, a movimentação de William Leandro pela esquerda e Rafa pela direita.

Porém, esse domínio não levou perigo ao gol adversário até que, aos 20 minutos, o time dos Camargos por pouco não abre a contagem, com tiro de Leandro de fora da área, em falha do goleiro Diego. Essa lance acordou a equipe do Mutinga, que perdeu uma chance com Keké ao 21, reclamou de um suposto pênalti não marcado em William aos 29 e culminou com gol de Buba aos 31.

Após o intervalo, o panorama não se alterou. Edgar, Keké e, principalmente, Camarão comandavam o jogo no meio de campo do Ceará, impedindo qualquer reação por parte do adversário, mas ainda pecando muito no passe final. O GR Olga tentava fazer uma marcação mais forte e partir para o contra-ataque, mas sem efetividade.

ceará2
Buba marca o gol do Ceará, abrindo a contagem contra o GR Olga no Maria Helena

Buba ao 21 e aos 26 perde chandes de ampliar, e vê seu time ser castigado em jogada polêmica, aos 30 minutos da segunda etapa, quando Eduardo aparece na cara do goleiro Diego e toca por cobertura. O contra-ataque foi contestado pelo banco do Ceará, que alegou que a bola teria saído de campo na origem do lance.

Daí em diante, o Ceará tentou sufocar, enquanto o GR Olga, se defendeu como pôde,. Em especial quando ficou com dez jogadores, depois que o zagueiro Djomar levou uma pancada na coxa e saiu de campo aos 32, após a terceira substituição da equipe.

Muita reclamação

No Jardim Silveira, na partida da tarde, o atual campeão, Vila do Sapo, do Engenho Novo, bateu o Sport Aldeia por 3 a 1. Os perdedores questionaram muito a arbitragem.

O Vila do Sapo foi o dono do início da partida, com muita movimentação entre os atacantes e jogadores de meio de campo, e abriu a contagem logo aos 7 minutos, em gol de Everton aproveitando de um vacilo da linha de impedimento da equipe da Aldeia.

[sam_ad id=”4″ codes=”true”]

 

Sem dar tempo para que os campeões consolidassem seu domínio, o Sport Aldeia foi em busca do empate. Buião, aos 9, colocou a bola na trave, e Léo do Sport, em ótima jogada individual, sofreu pênalti aos 15 que ele mesmo bateu e converteu.

O jogo seguiu movimentado e Everton quase faz seu segundo gol na partida, em tiro de fora da área, aos 23. E aos 36 houve o lance que praticamente decidiria a partida, fortemente contestado pela equipe do Sport Aldeia. Em jogada próxima ao bico direito da pequena área, Guilherme caiu em jogada com Felipe e o juiz marcou pênalti a favor do Vila do Sapo. O time todo do Sport foi para cima do juiz, que mostrou amarelo, e depois vermelho, por reclamação a Buião, até então o melhor do time. Pênalti que Tiago, o Furtagol, segundo a torcida do Engenho Novo, converteu, desempatando o jogo para o Vila do Sapo.

Com um a mais e na frente do marcador, o time do Engenho tentou cozinhar o jogo na segunda etapa, mas levou ao menos dois sustos, um, quando William ficou na cara do gol e desperdiçou as 5, e depois aos 26, em outro lance que gerou muita reclamação. Leandro caiu na área e o time da Aldeia pediu penalidade não marcada. No contra-ataque desse lance, Bebê fez jogada pela esquerda e cruzou para Tinga, que havia entrado no lugar de Guilherme, dar números finais aos 27. Depois foi só tocar a bola e esperar o apito final.

Após o jogo, Lê Benfica, presidente do Vila do Sapo, disse que o objetivo é alcançar 21 pontos, mas não descartou que se repita o que ocorreu na primeira rodada, quando o time perdeu para o Leões do Morro com oito atletas em campo, já que muitos dos seus jogadores estão inscritos em outros campeonatos, inclusive profissionais, e não se pode mais utilizar atletas do juniores, como no passado.

Na próxima rodada, além do jogo dos líderes Leão do Morro e Comunidade, às 11 horas no Califórnia, o Vila do Sapo reedita a final de 2015 contra o Genoplastic, às 13h30, também no Califórnia, e Ganga e Ceará, que somam quatro pontos, se cruzam às 11 horas no Silveira.

Segunda rodada futebol

[sam_ad id=”5″ codes=”true”]

- Publicidade -