Fábrica em Barueri desvia dois milhões de litros de água

3468
- Publicidade -

Operação caça-fraude da Sabesp identificou ligação clandestina em empresa no bairro Chácaras Marco

Operação caça-fraude, realizada pela Sabesp na região metropolitana de São Paulo durante esta semana, identificou o desvio de aproximadamente 8,9 milhões de litros de água. Entre os estabelecimentos flagrados está uma empresa localizada no bairro Chácaras Marco, em Barueri. Outros infratores foram descobertos nos municípios de Carapicuíba, Cotia e Osasco, além da capital.

A empresa flagrada em Barueri é uma fábrica de cosméticos, situada na Rua Pirituba, na Chácaras Marco. Nela foi descoberta, na terça-feira, 21/2, uma ligação clandestina de água que, segundo apurou a Sabesp, desviou 2,1 milhões de litros de água.

Também foram autuadas pela estatal, entre terça e quarta-feiras, uma churrascaria na Vila Iara em Osasco (1 milhão de litros de água desviados), um restaurante na Vila Caldas em Carapicuíba (2,1 milhões), um bufê infantil na Granja Viana em Cotia (950 mil litros), uma boate na Vila Sônia, (2,2 milhões) e uma padaria no Real Parque (420 mil), ambas na capital.

Os proprietários ou representantes dos imóveis foram convocados para prestar esclarecimentos para a polícia, com respectiva abertura de inquérito para investigar os responsáveis pelo furto de água, que prevê de um a quatro anos de reclusão, pena que sobe para até oito anos de cadeia caso haja qualificação.

Denúncia

Além das equipes da empresa que acompanham o consumo e vistoriam os imóveis, a Sabesp disponibiliza os telefones 195 e 181 para que os usuários denunciem casos em que haja suspeita de fraude. A chamada é gratuita e não exige a identificação de quem denuncia. Apenas nos meses de janeiro e fevereiro de 2017 foram registrados 68 boletins de ocorrência contra furtadores de água na Região Metropolitana.

- Publicidade -