Inundações atingem transportes e repartições públicas

2761
- Publicidade -

Enchentes afetaram linhas de ônibus e trens e suspenderam aulas e expediente de serviços públicos

Praticamente nenhuma região da cidade escapou ilesa das enchentes provocadas pela chuva que cai desde o início da madrugada de segunda-feira, 10/2. Houve alagamentos pontos de baixada, interrompendo o trânsito e impedindo as pessoas de se locomoverem para os locais de trabalho e escola.

Várias linhas de ônibus municipais e intermunicipais deixaram de circular regularmente. As linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, que atendem a região, estão funcionando parcialmente. As enchentes atingiram também a capital e pontos das marginais Tietê e Pinheiros, ficaram intransitáveis. O governo do Estado divulgou recomendação de que as pessoas permaneçam em casa e a prefeitura da capital suspendeu o rodízio de veículos.

Em Barueri, as aulas da rede municipal foram suspensas, o Ganha Tempo não está atendendo, assim como as secretarias dos Direitos da Pessoa com Deficiência, de Assistência e Desenvolvimento Social, de Obras, de Cultura e Turismo e de Recursos Naturais e Meio Ambiente. O Museu Municipal de Barueri ficou totalmente alagado.

Segundo a meteorologia, o índice de chuva durante a madrugada atingiu 130mm, o dobro do que seria considerado uma chuva forte. A previsão é de continue chovendo durante todo o dia.

Veja imagens das enchentes:

Prefeitura de Barueri durante a manhã: acesso interditado a funcionários/Fotos: redes sociais

Estacionamento diante do prédio da prefeitura

Avenida Itaqui, no Jardim Belval, ficou submersa ainda durante a madrugada
Passagem sob os trilhos da CPTM, no centro de Barueri, ficou fechada
Bulevar central também sofreu com as inundações
vvvvvvvvv
Avenida Henriqueta Mendes Guerra, na altura do condomínio Inspire
Jardim São Pedro, área que sempre alaga em caso de enchentes