Comerciantes reclamam de ambulantes no Bulevar

2322

De acordo com relatos, movimento das lojas da região central caiu neste fim de ano por causa da liberação de barraquinhas

Os comerciantes do Centro enviaram ao Barueri na Rede queixas com relação à liberação das barracas de ambulantes no Bulevar, neste fim de ano. Os relatos são de que o movimento das lojas do entorno, que já está fraco há algum tempo, piorou, e que a prefeitura não oferece incentivo ao comércio local.

Eles alegam que a autorização do funcionamento das barraquinhas todos os dias, e o dia todo, nesta época do ano prejudica o fluxo de clientes nas lojas. “Não dá pra competir com os ambulantes, que não pagam impostos, não têm funcionários e a maioria trabalha em família”, contou um comerciante ao BnR.

Além disso, os donos dos estabelecimentos alegam que as barracas têm permissão para funcionar até a madrugada, inclusive vendendo bebida alcoólica, o que não pode ser feito pelos bares em razão do horário da Lei Seca.

A sugestão dos comerciantes para solucionar o problema seria oferecer aos ambulantes um local fixo para montar as tendas, como um parque de food truck, que poderia ser em frente ao Ginásio José Correia. Eles completam que um grupo já procurou a Secretaria de  Indústria e Comércio de Barueri, que autorizou a implantação das barracas no Bulevar, e a ouvidoria da prefeitura, mas ainda não receberam retorno.

Procurada pelo BnR, a administração municipal informou que a liberação deste tipo de comércio no Bulevar é uma ação pontual e temporária, apenas para atender à demanda do grande volume de clientes que frequentam o espaço neste período festivo, que chega a cerca de 4 mil pessoas por dia. A prefeitura afirmou ainda que o horário de funcionamento das barraquinhas é até às 23 horas, respeitando a legislação municipal.