UBSs de Barueri são atingidas por falta de vacina pentavalente

738
- Publicidade -

Ministério da Saúde informou que distribuição da vacina no país está prevista para o final de setembro

Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Barueri estão com falta da vacina pentavalente, aplicada em bebês aos dois e quatro meses e que faz parte do Calendário Básico de Vacinação da Criança do Ministério da Saúde.

Em resposta ao Barueri na Rede, o Ministério da Saúde informou que os lotes mais recentes da pentavalente, recebidos do laboratório Biologicals E Limeted India, foram reprovados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Para evitar desabastecimento, em julho, a pasta solicitou substituição à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), encaminhando aos estados 427 mil doses do imunológico do laboratório Serum Indian. Para o estado de São Paulo, foram 88 mil doses de pentavalente no mês de julho.

No entanto, devido ao lote da empresa Biologicals ter sido reprovado, em agosto, nenhum estado foi atendido. Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que ‘um novo lote chegou ao Brasil e encontra-se em fase de liberação da importação’ e que a previsão de distribuição é para o final de setembro.

O Ministério da Saúde orienta que, nos municípios com baixo estoque da vacina, os profissionais de saúde façam o agendamento da vacinação. Também explica que o Brasil compra a vacina por meio do Fundo Estratégico da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), já que não existe laboratório produtor no país.

O BnR procurou também a Secretaria de Saúde do estado sobre o caso. Em nota, a pasta informou que “a responsabilidade da aquisição e distribuição das vacinas pentavalente é do Ministério da Saúde” e que o “estado apenas redistribui para os municípios, à medida que os lotes chegam a São Paulo”.

A Secretaria de Saúde do estado afirma que nos últimos meses, o envio das doses pelo órgão federal tem sido ‘irregular e em quantidades insuficientes’, o que impacta na redistribuição. A nota informa também que um novo lote parcial de vacina, referente ao mês de agosto, foi recebido e destinado à região da Rota dos Mananciais – que inclui cidades como Cotia, Taboão da Serra e outras – seis mil doses. Por fim, diz que ‘novas doses serão redistribuídas tão logo haja envio de remessas’ pelo Ministério da Saúde.

Já a prefeitura de Barueri informou que ‘os estoques em algumas unidades começaram a faltar nestes últimos dias’ e que a ‘previsão do Ministério da Saúde é que o envio seja regularizado em outubro’.

A vacina pentavalente protege de doenças como o tétano, a difteria, a coqueluche, a meningite e a hepatite B, além de algumas infecções provocadas pelo Haemophilus influenzae tipo B – que inclui a sinusite e a pneumonia. O imunológico é a união dos compostos da Tetravalente com a de Hepatite B.

- Publicidade -