Trens da linha Diamante são prejudicados novamente por conta de vandalismo

636
- Publicidade -

De acordo com a CPTM, uma ocorrência de furto de cabos foi registrada às 5h50, o que causou intervalos maiores entre as composições

Passageiros que utilizam a linha 8 – Diamante da CPTM tiveram problemas logo no início da manhã desta quinta-feira, 27/2. Em um comunicado, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) alertou os passageiros sobre um ato de vandalismo às 5h50 da manhã, o que impediu que algumas composições saíssem do pátio.

De acordo com a companhia, um furto de cabos impediu que os trens saíssem do pátio de Presidente Altino, o que fez com que o intervalo médio ficasse maior, passando de seis para oito minutos entre Júlio Prestes e Itapevi.

Quase três horas depois, por volta das 8h45, a situação da linha 8 – Diamante foi normalizada, e a operação entre as estações Júlio Prestes e Itapevi segue sem alterações.

Vandalismo causa transtornos

Em duas semanas já é a terceira vez em que ocorrências de vandalismo são registradas em trens da linha 8 – Diamante. Na quinta-feira, 20/2, um trem foi apedrejado na estação Antônio João, causando tumulto entre os passageiros (veja). Já na sexta-feira, 21/2, a operação foi prejudicada por corte nos cabos dos trens (relembre a situação).

- Publicidade -