Servidor da Delegacia da Mulher é detido por agressão à companheira

3091
- Publicidade -

Funcionário público estava mantendo a mulher em cárcere privado após ter praticado agressão

Um homem foi detido no domingo, 5/4, em um condomínio da Aldeia da Serra, por violência contra mulher. JLO é funcionário público lotado na Delegacia de Defesa da Mulher de Barueri, onde o caso segue em investigação.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por meio de uma denúncia feita pela filha da vítima. A informação era que JLO teria agredido a companheira EPM e estava mantendo-a em cárcere privado dentro do apartamento.

De acordo com informações do BO, quando a polícia chegou ao local, a filha da vítima, que acompanhava os policiais, interfonou para o apartamento e JLO atendeu o telefone. Dentro da residência, os agentes encontraram o homem sentado no sofá, enquanto a vítima estava trancada em um cômodo da casa. Além disso, um filho dele, de 12 anos, também estava dentro da residência.

Em conversa com a polícia, EPM contou assustada que tinha sido agredida e que havia três dias que não podia sair de casa e usar o celular. A vítima tinha hematomas no ombro, barriga e no pescoço. Ela foi encaminhada ao Sameb, onde foi atendida, medicada e liberada.

O caso foi registrado ainda no domingo, 5/4, na Delegacia de Barueri e encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher da cidade. O homem, que é funcionário público, prestou depoimento e o caso segue em investigação.

- Publicidade -