Operação policial contra fraudes na internet cumpre mandados em Barueri

1606
- Publicidade -

Entre as 29 cidades onde a quadrilha atuava, também estão Carapicuíba e Osasco. Prejuízos chegam em R$166 milhões

Na última quinta-feira, 9/11, a Polícia Civil de São Paulo deu início a uma operação para acabar com uma organização criminosa que cometia fraudes e lavagem de dinheiro pela internet, somando mais de R$160 milhões em fraudes. Entre as cidades em que os bandidos agiam, estão Barueri, Carapicuíba e Osasco.

De acordo com a Polícia Civil, a previsão é de que sejam cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e nove mandados de prisão na operação Crédito Violado, em que já foram detidas seis pessoas, encaminhadas ao 77 DP de Santa Cecília.

Os desvios foram feitos em três dias, no final de 2018. Os criminosos enviavam um link falso por SMS ou e-mail às vítimas, que clicavam e colocavam seus dados. No golpe, que é conhecido como ‘phishing’, as informações eram fornecidas aos membros da organização que faziam empréstimos no cartão de crédito e distribuíam o dinheiro a centenas de contas de pessoas físicas e jurídicas de dentro da quadrilha.

A polícia foi avisada dos possíveis golpes pelo banco, e com isso, foram rastreados computadores dos criminosos. Alguns mandados já foram cumpridos nas cidades de Barueri, Carapicuíba, Osasco, Cotia e Itapevi, além dos municípios de São Paulo, Ferraz de Vasconcelos, Suzano e Praia Grande. A investigação está sendo conduzida pela 4ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Fraudes Patrimoniais Praticadas por Meios Eletrônicos (DIG) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

- Publicidade -