Homem que atirou em ex-namorada continua foragido

2042
- Publicidade -

Maciel Davi não aceitou o fim do relacionamento com Rayane Novaes e efetuou cinco disparos contra ela. Rayane sobreviveu e está escondida

Crime foi na quinta-feira, 20/2, e Maciel Davi ainda está foragido. Ele e Rayane estavam separados há quatro meses/Foto: Redes Sociais

A Polícia Civil ainda procura por Maciel Davi investigado por tentativa de feminicídio a ex-namorada Rayane Novaes, de 20 anos, na quinta-feira, 20/2, no Parque Imperial. Os dois namoraram por um ano e estavam separados há quatro meses, por conta de ciúmes e agressões que o homem cometia contra a vítima.

Na noite de quinta-feira, 20/2, Maciel abordou Rayane em uma rua do bairro. Ela estava dentro de um carro com a amiga e a sobrinha de dois anos. Após breve discussão, o homem sacou um revólver e efetuou cinco disparos, que atingiram a jovem. Os demais ocupantes do veículo não foram atingidos e Maciel fugiu do local.

Rayane foi encaminhada às pressas ao Hospital Municipal de Barueri, onde passou por cirurgias e sobreviveu, recebendo alta dois dias após o crime. Uma das balas chegou a ficar alojada a um centímetro da coluna de Rayane.

Ao saber que a ex-namorada ainda estava viva, Maciel chegou a enviar áudios à família da vítima, debochando e ameaçando matar a jovem. Rayane já tinha medida protetiva contra o ex-namorado e agora está sob a proteção da Guardiã Maria da Penha, programa de proteção à mulher da Guarda Civil Municipal (GCM).

O Barueri na Rede procurou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), que em nota, informou que o caso é investigado pela Delegacia de Barueri como tentativa de feminicídio. A nota diz que ‘a autoridade policial solicitou a prisão preventiva do autor, que foi concedida pelo Poder Judiciário’ e que ‘diligências estão em andamento para localizá-lo’.

- Publicidade -