Governo determina que preço do gás não pode ultrapassar R$70

1323
- Publicidade -

A decisão é válida para todo o estado de São Paulo. Procon e polícia vão atuar juntos para conter preços abusivos

Na quarta-feira, dia 1º/4, o governador João Doria (PSDB) determinou que o preço do gás de cozinha em todo o estado não pode ultrapassar R$70. A medida tem como objetivo evitar preços abusivos em meio a pandemia de coronavírus.

O anúncio foi feito durante uma entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O Procon junto à Polícia Civil poderão atuar em conjunto e tomar medidas legais contra fornecedores que ultrapassarem a média de preço do gás.

O Barueri na Rede tem recebido mensagens de leitores preocupados com uma possível falta de gás na região. Em um caso, um leitor conta que na região do Parque dos Camargos e Jardim Silveira está faltando gás. “Todos do bairro estão comentando que não tem gás por aqui. Tentamos em uma distribuidora na avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, mas era fim do dia e não encontramos”, relata o leitor.

Moradores do Vale do Sol também afirmam que estão com dificuldades de encontrar o gás de cozinha na região. “As pessoas estão reclamando que não encontram gás em nenhuma fornecedora do bairro”, conta a leitora ao BnR.

Apesar da preocupação com a falta do item, a Liquigás, empresa fornecedora de gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, que atua na região, se pronunciou dizendo que não faltará gás durante a pandemia do novo coronavírus em suas distribuidoras.

Em nota, a Liquigás disse que o setor de distribuição de gás enfrente aumento pontual na procura por botijões, ocasionando compras antecipada, mas que a empresa trabalha para manter o abastecimento de sua rede de revendas e afirma que não há motivos para criar pânico e fazer estocagem de botijões.

A empresa recomenda ainda, que os usuários utilizem canais como o telefone (0800-775-4784), ou dos próprios revendedores em cada bairro, para evitar a aglomeração de pessoas nas distribuidoras.

Em relação a preços abusivos do gás de cozinha, quem verificar que o valor não está dentro da determinação do governo, pode fazer uma denúncia pelos canais digitais do Procon: site do Procon, pelo aplicativo Procon disponível para Android e iOS, ou marcando o @proconsp em publicações, indicando o endereço ou site do estabelecimento denunciado.

- Publicidade -