Cidades da região distribuem kits com alimentos para alunos

6836
- Publicidade -

Carapicuíba, Osasco e Itapevi aderiram às ações para ajudar seus moradores com alimentos durante a quarentena

Com a suspensão das aulas em todo o Brasil por conta da quarentena, que tem como objetivo reduzir a proliferação do novo coronavírus, muitos alunos de escolas públicas e que pertencem à famílias carentes passaram a não ter locais onde fazer as refeições diárias. Por isso, cidades da região como Carapicuíba, Osasco e Itapevi criaram auxílios de alimentação para os seus munícipes.

Em Carapicuíba, a partir desta quarta-feira, dia 1º/4, os 20 mil alunos da rede pública de ensino receberão kits merenda durante a quarentena. A Prefeitura da cidade está divulgando por sua página no Facebook, cronogramas com as datas, locais e horários para a distribuição dos alimentos.

Já em Itapevi, foi aprovado um projeto que tem como objetivo oferecer uma ajuda de R$100 mensais para as famílias de cada um dos mais de 29 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino. As entregas dos cartões de auxílio serão realizadas a partir de sexta-feira, 3/4, na escola em que o aluno é matriculado, com a apresentação de um documento com foto da criança. Ao todo, a Prefeitura de Itapevi aplicou mais de R$ 2,6 milhões por mês com o projeto.

Na cidade vizinha Osasco, que tem mais de 70 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino, devido a suspensão das aulas durante a quarentena, a Prefeitura anunciou que irá distribuir a partir de sexta-feira, 3/4, cestas básicas para as famílias de todos os alunos da rede de ensino.

Quanto a ações na cidade, o Barueri na Rede entrou em contato com a Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom) questionando se o município também adotará alguma medida, como kits de merenda ou cestas básicas, como ajuda às famílias dos alunos da rede pública de ensino. Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura não enviou nenhuma resposta.

- Publicidade -