Cidade perdeu quatro agentes públicos para a Covid-19 somente no mês de maio

2097
- Publicidade -

Ao todo, desde o início da pandemia do novo coronavírus, oito funcionários da Prefeitura já morreram em decorrência a doença

Na foto, em ordem: Valdemir da Conceição; Kátia Kohler; Paulo Sérgio; José Gervásio; Givaldo Soares; Jony Henrique; Frederico Sadocco e Mária de Lourdes, vitimas da Covid-19/Fotos: Divulgação

Desde o início do mês de maio, Barueri perdeu quatro profissionais da Prefeitura para o novo coronavírus, sendo três deles da área da Saúde e um guarda municipal. De acordo com dados da administração municipal, ao todo a cidade perdeu oito funcionários ppublicos para a Covid-19.

Uma das vítimas é Givaldo Soares da Silva, que tinha 49 anos e trabalhava na linha de frente contra a Covid-19 como enfermeiro no Pronto Socorro Central, o Sameb, e morreu na segunda-feira, 4/5, em consequência do novo coronavírus. Quatro dias depois, na sexta-feira, 8/5, a cidade perdeu o segundo motorista de ambulância para a Covid-19 (relembre o primeiro caso), Jony Henrique Garcia, aos 50 anos.

No sábado, 9/5, mais dois profissionais da Prefeitura perderam a vida para o novo coronavírus. Frederico Sadocco Neto, guarda municipal da classe extinta, e Maria de Lourdes da Silva, técnica de enfermagem do Programa de Atendimento domiciliar (PAD), ambos com 52 anos.

Além dessas quatro mortes de funcionários com Covid-19 somente no mês de maio, antes haviam morrido por coronavirus o motorista de ambulância Valdemir da Conceição Oliveira, de 52 anos; Kátia Kohler, médica ginecologista, aos 58 anos; Paulo Sérgio Gonzales, médico clínico geral, aos 60 anos, e José Gervásio Garcia Neto, técnico de enfermagem, aos 64 anos.

 

- Publicidade -