Carapicuibano motorista de Uber está desaparecido há 15 dias

1069
- Publicidade -

Gilvan Alves de Aquino, de 43 anos, saiu para trabalhar na madrugada de 19/2 e não deu mais notícias

O motorista de Uber Gilvan Alves de Aquino, de 43 anos, está desaparecido há 15 dias. Na madrugada de 19 para 20/2, ele saiu para trabalhar e não deu mais notícias.

Gilvan saiu de madrugada para trabalhar como Uber e não foi mais visto. Depois que mãe tentou falar com ele, telefone foi desligado/ Foto: Redes sociais

O Carapicuíba na Rede conversou com a mãe do rapaz, que é solteiro e mora com ela no bairro Altos da Santa Lucia. Na madrugada de 19/2, Gilvan saiu de casa para trabalhar com o aplicativo de transporte e não retornou no dia seguinte.

No dia 21/2, a mãe foi viajar e ligou para saber onde o filho estava, porém, quem atendeu o telefone foi um homem falando que estava com uma ‘mina’. “Tenho certeza que não foi ele que atendeu, meu filho não fala gíria comigo e sempre me manda mensagens de áudio”, relatou. Depois disso, o telefone passou a cair direto na caixa postal.

Ainda segundo a mãe, após ela voltar de viagem, o carro que Gilvan utilizava para trabalhar com o aplicativo foi abandonado na porta de casa. Ela não teve mais notícias do filho, que ela afirmou ser usuário de drogas.

No dia em que desapareceu, Gilvan estava vestindo calça verde, tênis cinza e camiseta branca. O Boletim de Ocorrência do desaparecimento foi registrado no 1ºDP de Carapicuíba e na sexta-feira, 6/3, a mãe levará o caso também para a Delegacia de Barueri.

Ao BnR, a assessoria do Uber afirmou, em nota, que está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações sobre o desaparecimento do motorista parceiro, na forma da lei.

Quem tiver informações sobre o paradeiro do rapaz pode entrar em contato com a mãe, pelo telefone 96767-6583 (mãe, Neuza), ou procurar a Polícia Civil, em qualquer delegacia.

- Publicidade -