Advogado agride promotor no tribunal em Carapicuíba

456
- Publicidade -

Agressão ocorreu após bate boca entre ambos diante da juíza. Promotor registrou BO, onde afirma que foi ameaçado de morte. Advogado nega

 

Um advogado agrediu um promotor no plenário do júri do fórum de Carapicuíba, na terça-feira, 29/3, durante uma audiência relativa a um processo contra dois policiais militares acusados de homicídio e tentativa de homicídio.

Na fase de debate entre acusação e defesa, o promotor de Justiça Goiaci Leandro de Azevedo Junior e o advogado Gerson Fernandes Varoli Aria começaram a discutir.

Segundo Azevedo, em dado momento, Varoli primeiro o ameaçou de agressão e em seguida atacou-o com socos, até ser contido por policiais que faziam a segurança do local. A juíza encerrou a sessão.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, o advogado confirmou a agressão. “Tenho 70 anos de idade e 40 de profissão. Nunca fui tão achincalhado e ofendido por um fiscal da lei. Ele me ofendeu várias vezes, me xingou de mentiroso. Eu pedi para parar, mas ele continuou. Perdi a paciência”, afirmou Varoli.

Azevedo registrou boletim de ocorrência no 1º DP de Carapicuíba, em que afirmou ter sido ameaçado de morte. O advogado nega e diz que vai representar contra o promotor na polícia, na Justiça e na Corregedoria do Ministério Público. “Eu não o ameacei de morte. Apenas pedi para ele parar de me ofender. E, agora, ele está deturpando os fatos, me acusando de algo que não fiz”, declarou Varoli ao jornal. “Dezenas de testemunhas que estavam no plenário podem confirmar isso.”

O Ministério Público e o promotor entraram com representação contra Varoli na OAB.

[sam_ad id=”12″ codes=”true”]

- Publicidade -