Barueri tem a pior enchente dos últimos anos

7521
- Publicidade -

Nenhuma região da cidade escapou dos efeitos da chuva que caiu na tarde desse 1° de fevereiro

Fotos com identificação do local em legenda: câmeras de monitoramento de Barueri

A chuva que cai em Barueri desde o início da tarde deste sábado, 1/2, provocou alagamentos em todas as regiões da cidade. Foi a pior enchente dos últimos anos e a previsão da meteorologia é de que não pare de chover durante o restante do fim de semana.

Praticamente todos os bairros foram afetados. Imagens mostram que a água  alagou ruas desde a divisa com Jandira, no terminal do Silveira, até o shopping na Aldeia.

No corredor que vai da divisa com Jandira à Aldeia, houve pontos de enchente em praticamente toda a extensão. Mais uma vez o terminal do Jardim Silveira ficou submerso, impedindo a passagem de veículos.

No trecho entre o Belval e o Centro, as águas subiram em vários pontos. A entrada do Belval, na confluência da avenida Itaqui com a Rua engenheiro Oscar Kesselring, próximo ao Museu Municipal, ficou totalmente alagada, impedindo o trânsito.

A avenida 26 de Março, na altura da EMEF Elvira Lefebvre Salles Nemer, por todo o Jardim São Pedro, também encheu. Nas baias de estacionamento do local, os carros ficaram submersos e grupos de pessoas ficaram ilhados nas calçadas e pontos de ônibus.

Mais adiante, a região do Ganhatempo também sumergiu, assim como a rua D. Pedro II, no centro.

Imagem enviada por leitor do BnR

Na Aldeia a água cobriu a avenida General de Divisão Pedro Rodrigues da Silva, na altura do Parque Shopping. Nesse ponto, o trânsito não chegou a ser interrompido.

A água subiu também no Tamboré, na região em torno do shopping, alamedas Araguaia e Tamboré.

Um local que tem sofrido recentemente e que voltou ser vítima de inundação foi o Parque Viana. Novamente a avenida Aníbal Correia ficou alagada, na altura do condomínio dos servidores municipais.

Vítima de enchentes em dezembro e janeiro, quando a água invadiu casas causando grandes danos aos moradores, a Vila do Sapo, no Engenho Novo, sofreu com a subida das águas mais uma vez. Moradores da região reivindicam há tempo ações da prefeitura para combater as cheias.

Até as 19 horas o Corpo de Bombeiros não havia registrado nenhuma vítima.

- Publicidade -