Argentino põe a mão na vaga. Ganga e Ceará confirmam liderança

76

Argentino bate Petrolina e dá um grande passo para conseguir a classificação ao mata-mata na última rodada. Os líderes venceram de novo

P1050051
Ganga X Sport Aldeia teve dois tempos diferentes, com equilíbrio na primeira etapa e predomínio verde na segunda/Fotos: BnR

O Argentino Jrs. foi o grande vitorioso da rodada deste domingo, 17/7, do Campeonato de Futebol Amador de Barueri. O time da Aldeia venceu o Petrolina por 2 a 1, entrou no G-8 e deu um grande passo para se classificar para a fase de mata-mata. Já o rubro-negro do Mutinga perdeu a terceira consecutiva e em três jogos caiu de uma liderança folgada para a quinta posição.

P1050028
Paulinho abriu a contagem com golaço

A última rodada reserva a disputa da única vaga que falta para a fase final. São três candidatos: Argentino, Genoplastic e Sport Aldeia. O Sport Aldeia pega o América e precisa vencer e torcer por tropeços dos outros dois. O Argentino precisa vencer o Ganga, mas pode avançar mesmo empatando ou perdendo, dependendo dos demais resultados. Já o Genoplastic enfrenta o Comunidade e precisa vencer e torcer por um vacilo do Argentino.

No alto da tabela, o Petrolina cai de produção justamente quando se aproxima a fase final. Ceará e Ganga e mantiveram nas duas primeiras colocações, enquanto o Vila do Sapo, mantendo a tradição, chegou e já é o terceiro. Na última rodada da fase inicial, vai pegar o vice-líder Ganga, num aperitivo dos mata-matas. Já o líder Ceará encerra a primeira fase contra o lanterna Motoristas.

Os já classificados são: Ceará, Ganga, Vila do Sapo, Comunidade, Petrolina, GR Olga e América. Carajás/Classe A e Motoristas estão rebaixados.

Ganga engata a quinta

No Maria Helena, o Ganga venceu a quinta partida consecutiva, desta vez por 4 a 0 contra o Sport Aldeia, e se manteve na cola do líder Ceará. O jogo teve dois tempos distintos. Na primeira etapa, a partida foi equilibrada, com ligeiro predomínio do Aldeia. O Ganga começou o jogo desligado e o Sport se aproveitou, girando rápido a bola com Léo e Fabinho na organização e explorando as jogadas de ponta. Com isso, esteve pra abrir o marcados aos 12, mas o chute de Bruno Macaco bateu na trave.

Do lado do Ganga, Plínio, Paulinho e Ribeirão foram se acertando até que aos 33, no primeiro chute a gol do time, Paulinho fez um golaço, batendo de longa distância no ângulo de Vitinho, que jogava improvisado na meta.

O segunto tempo foi do Ganga. Logo aos 4 minutos, Canela ampliou ao receber passe de contra-ataque, cortar dois zagueiros e bater forte. A partir daí, o time foi tomando conta da partida. Aos 13, Quequê fez o terceiro em rebote de Vitinho. Aos 18, Ribeirão foi expulso por revidar uma entrada de Bruno. “Ele me pegou três vezes”, disse na saída do campo. Mas, mesmo com um a menos, o Ganga ainda chegou ao quarto, aos 25, novamente com Quequê.

Argentino: vitória importante

O Argentino Jrs bateu o Petrolina pelo placar de 2 a 1, no campo do Jardim Califórnia, na manhã desse domingo. Lutando pelas últimas vagas para se classificar, o Argentinos dominou amplamente a partida, diante de um Petrolina contido e pouco inspirado. O Argentino sabia que tinha que ganhar a partida se quisesse manter as chances de classificação e desde o começo do jogo foi para cima e infernizava a defesa adversária com seus dois laterais apoiando muito e o meio campista Bahia muito aceso no jogo.

Bahia foi o destaque do Argentino

Aos 18, Kaique recebe a bola e sofre falta dura de Cleiton, no meio de campo. Segundo amarelo e expulsão de Cleiton. Com um a mais, o Argentinos era só ataque, mas as bolas não entravam. Quase no final do primeiro tempo, Bahia fez bela jogada na linha de fundo, pela direita, driblou o marcador e tocou para Carlinhos, sozinho, chutar para fora.

Aos seis minutos do segundo tempo, Bahia invadiu a área pela direita, driblou o marcador e sofreu pênalti. Pelé bateu e inaugurou o placar. O Petrolina acordou e começou a equilibrar a partida. Aos 29, em cobrança de falta para o Petrolina, Dedé recebeu livre dentro da área e bateu em cima do goleiro. No contra-ataque, Jé se livrou de dois marcadores, recebeu a bola livre, bateu por cima do goleiro e ampliou o placar.

O jogo continuou aberto e o Argentino tocava a bola, enquanto o Petrolina tentava seu gol, que só foi acontecer aos 36 minutos, em jogada rápida pela direita e uma batida por cobertura.  O Petrolina ainda tentou o empate, mas não havia mais tempo.

FUTEBOLULTIMA