Igualdade de gênero: alunos se destacam em concurso estadual

1510
- Publicidade -

Com tema #RespeitaAsDiferenças, alunos do terceiro ano da E.E.Professor Itajahy Feitosa Martins, do Parque dos Camargos, participaram da segunda edição do concurso

Por Caroline Rossetti

Estamos em 2017. Em âmbito nacional, a questão da identidade de gênero é discutida há dois anos. Tida pelos teóricos do assunto como algo que se constrói ao longo da vida, uma vez que não se nasce homem ou mulher, o tema tem sido amplamente discutido.

Ainda em 2017, agora em Barueri. A Câmara Municipal aprova na sessão do dia 24/10 o Projeto de Lei nº 104/2017 que impede que as escolas municipais promovam atividades pedagógicas que tratem da “ideologia de gênero”, termo utilizado pelos que se opõem às discussões sobre identidade de gêneros.

Gabriela Alves Lira e Victor Hugo de Brito Camargo cantam composição do grupo
Gabriela Alves Lira e Victor Hugo de Brito Camargo cantam composição do grupo

Na contramão dos políticos locais, o Governo do Estado de São Paulo promove, e estimula, a discussão sobre o tema nas escolas. Em Barueri, cinco amigos do grêmio da Escola Estadual Professor Itajahy Feitosa Martins, localizada no Parque dos Camargos, se inscrevem no II Concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero – Respeita as Diferenças. Alguns parecem alheios quanto à direção tomada pela educação no estado, mas esses cinco estudantes, não.

Gabriela Alves Lira, Victor Hugo de Brito Camargo, Rodrigo, Vinícius Alexandre e Rayane do terceiro ano do ensino médio, se empenharam em participar da segunda edição do concurso musical Vozes pela Igualdade de Gênero, e que tem como tema central, neste ano, o respeito às diferenças.

A ação é direcionada para alunos de ensino médio de todo o estado e propõe que os jovens se dediquem a compor músicas que valorizem a tolerância, o respeito e que ajude a combater qualquer tipo de discriminação de gênero ou orientação sexual.

E os cinco jovens de Barueri, onde a discussão sobre o tema está proibida nas escolas municipais, viram uma oportunidade de, por meio da produção artística, tratar do assunto sem censura, trocar experiências com alunos de outros municípios e ainda reforçar as vozes que acreditam no direito de expressão e escolha individual.

A oportunidade de tratar, sim, do tema

Em conversa com o Barueri na Rede, um dos membros da turma do Parque dos Camargos, Vinícius Alexandre, de 18 anos, conta como foi o processo de criação da música Saia Curta, que concorreu no concurso e foi semifinalista entre as mais de 250 composições inscritas. “Veio esse projeto da diretoria de ensino, e ele caiu como uma luva pra gente porque já queríamos fazer uma música que falasse desse assunto. Então, a letra fluiu muito natural”, conta Vinícius, completando que a composição fala sobre os estereótipos que a sociedade impõe para mulheres e homens, além do preconceito contra os grupos LGBT. “O que mais a gente vê? Homem que pega todo mundo é o máximo, e a mulher que pega um na balada é a safada. A gente fala como o mundo está, especialmente com relação à homofobia, que trata a pessoa como se fosse um monstro, sem ser pessoa de verdade”, revela Vinícius.

No vídeo, que foi gravado na biblioteca da escola, Gabriela e Victor Hugo cantam a canção. E foram eles que escreveram a letra, sendo que Vinícius e Rodrigo criaram a parte da harmonia. “A batida da música é em ritmo de Ragga, que é um estilo que a gente gosta bastante. Eu comecei a fazer a batida no banco da escola mesmo, e o Rodrigo colocou o teclado, e no outro dia, ele já veio com a base pronta”, relembra Vinícius. “Em 30 minutos a gente terminou a letra da Gabi e do Victor e o Rodrigo pegou a base, que encaixou perfeita na letra. Estava pronta! ”.

O quinto elemento do grupo, Rayane, foi a responsável por espalhar o projeto para o resto da escola. “Com a Ray à frente do grêmio, a gente vai promover a apresentação de peças de teatro, filmes e palestras com pessoas que vão contar suas histórias de vida e como foi passar por situações de preconceito”, afirma Vinícius.

O II Concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero – Respeita as Diferenças reuniu 10 finalistas na fase estadual, que entraram em votação online de 21 à 30/11 no site do governo do estado. Confira os finalistas aqui https://sed.educacao.sp.gov.br/VotacaoOnline/VotacaoIgualdadeGenero

A apresentação do vídeo da música vencedora ainda não tem um local e data definidos. Ao todo, o concurso teve 254 músicas inscritas, cerca de 1,4 mil alunos envolvidos nas criações e produções de vídeos, e por volta de 370 ações nas diretorias de ensino e escolas de todo o estado.

 

- Publicidade -