Alta procura e desinformação causaram tumulto, diz Catho

5108

Expectativa de conseguir emprego teria atraído muitas pessoas e provocado a confusão de sábado no bulevar

cathox1
Houve confusão diante do caminhão no sábado e muita gente voltou sem ser atendida/Foto: Matheus. A.N. Fratos

Um número inesperado de pessoas provocado pela expectativa de conseguir emprego foi a razão da confusão que se formou no sábado, 1º/4, em torno do caminhão da Catho, no bulevar de Barueri, de acordo com a empresa. Durante o dia, filas enormes, empurra-empurra e bate-bocas marcaram a estreia na cidade do projeto NaLabuta, que se propõe a orientar pessoas em busca de colocação no mercado de trabalho. Muita gente voltou para casa sem ser atendida.

No sábado, primeiro dos quatro dias da ação em Barueri, o início do atendimento estava previsto para as oito horas, mas desde as duas horas da madrugada as pessoas começaram a chegar. Leitores procuraram o Barueri na Rede para se queixar da demora para ser atendido e da desorganização. Também reclamaram que, depois de muito tempo na fila, os atendentes apenas receberam os currículos das pessoas.

Em nota enviada à redação, a Catho afirmou que “no primeiro dia em Barueri, a procura superou os outros pontos por onde o caminhão passou. Desta forma, para atender o maior número possível de pessoas, o foco foi a análise de currículo”. Ainda de acordo com a empresa, no sábado, cerca de 300 análises foram feitas, número que representa o triplo da média oferecida nas outras paradas do caminhão.

A Catho também afirmou que, ao contrário dos outros locais onde a ação foi realizada, em
Barueri, parte das pessoas tinha a expectativa de conseguir um emprego, o que poderia justificar a alta procura. O BnR apurou que circularam informações nas redes sociais de que haveria ofertas de grande quantidade de vagas aos interessados. A empresa nega que o NaLabuta ofereça colocação profissional. “O objetivo principal do projeto é dar apoio aos trabalhadores que estão em busca de uma oportunidade.Todos os detalhes estão nos canais oficiais do evento”, conclui a nota.

Também segundo a Catho, no domingo, 2/4, o atendimento foi semelhante ao verificado nos outros locais por onde o NaLabuta passou. “O serviço mais procurado foi o de análise de currículo e até agora (domingo à tarde) foram atendidas 250 pessoas, com análise e elaboração de currículo, orientação de carreira e mural de vagas. A expectativa para segunda e terça-feiras é que o movimento se mantenha estável”, conclui a nota.

O caminhão da Catho atenderá o público na segunda e na terça, das 9 às 18 horas, no bulevar, centro da cidade. Mais informações acesse http://www.nalabuta.com.br/truck/

Veja no vídeo de Matheus A.N. Fratos o tamanho da fila que se formou no sábado: