Vacinação para gripe H1N1 é antecipada na Grande SP

249

Em razão do surto que atinge o Estado, na Região Metropolitana a vacinação de idosos, crianças de até cinco anos e gestantes começará no dia 11 de abril

A secretaria estadual da Saúde anunciou que vai antecipar para 11 de abril o início da vacinação na capital e Grande São Paulo contra a gripe H1N1 para gestantes, crianças de seis meses a cinco anos de idade e idosos. O motivo da antecipação é o surto da doença que atinge o Estado e tem lotado hospitais públicos e particulares. Segundo a secretaria, até 22 de março foram notificados 260 casos e 38 mortes pelo vírus H1N1. No ano inteiro de 2015 haviam sido 28 mortes.

Para esses três grupos, que são os de maior risco, foram reservados 2,9 milhões de doses, enviadas pelo Ministério da Saúde. Em 8 de abril, três dias antes do início da vacinação, 532 mil profissionais de saúde de hospitais públicos e particulares da capital e da Grande São Paulo serão imunizados.

As pessoas que estão num dos três grupos de atenção devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de casa para receber a vacina. Para os demais grupos que são público-alvo e as demais cidades do Estado, está mantido o dia 30 de abril, como previsto no calendário nacional de vacinação, para início da imunização

A vacina que será aplicada protege, além da H1N1, também contra as gripes H3N2 e B. Em hospitais e clínicas particulares já é possível encontrar a vacina.

O H1N1 é um vírus da gripe do tipo A que circula entre humanos. Em geral, os vírus A estão associados a epidemias. Ele foi detectado no México, em abril de 2009, e se disseminou rapidamente, causando uma pandemia mundial.

[sam_ad id=”12″ codes=”true”]