Troca de presidência provoca demissões na câmara

2560

Cerca de 26 funcionários comissionados serão dispensados para acomodar nomes indicados por Fabião e aliados

A Câmara de Barueri começará 2019 com uma onda de demissões. Com a posse de Fabião (PCdoB) como presidente, cerca de 26 funcionários comissionados da casa serão desligados. Eles darão lugar a nomes apontados pelo próprio Fabião e também por um grupo de vereadores que se engajaram em sua eleição desde o início.

As demissões só podem ocorrer formalmente após a posse da nova mesa diretora, em janeiro, mas esta semana parte dos funcionários já foi informada de que não continuará. O Barueri na Rede apurou que 15 deles foram comunicados até esta sexta-feira e que alguns já desocuparam seus postos de trabalho. “Tem gente que já limpou as gavetas e nem volta mais”, afirmou uma servidora concursada. A relação definitiva dos demitidos ainda não foi divulgada, mas o setor de Recursos Humanos já foi alertado para estar preparado tanto para as demissões quanto para as contratações dos substitutos.

A substituição de funcionários não é surpresa em caso de troca de gestão, mas em geral alguns servidores com grande experiência na casa costumam ser mantidos. Nos corredores do Legislativo, porém, o que se comenta é que desta vez será diferente. Na lista devem estar profissionais com mais de 15 anos de serviço e até pessoas que estão a pouco tempo de se aposentar.