Todos shows da Hípica de Carapicuíba são cancelados

20382

Casa publicou nota de esclarecimento em página do Facebook na manhã desta sexta-feira, 2/3

Na manhã desta sexta-feira, 2/3, a Arena da Hípica de Carapicuíba, espaço dedicado à realização de eventos na cidade, publicou em sua página do Facebook uma nota informando que todos os próximos shows que estavam agendados foram suspensos temporariamente.

A nota enfatiza que o cancelamento ocorreu “por motivos alheios à vontade” da casa de shows. Também foram divulgados números de telefone para mais informações sobre a situação: 3181-8030 (fone) e 98852-8347 (WhatsApp).

O Barueri na Rede entrou em contato com a Hípica pelo telefone, mas o número informado atende somente para informações sobre ingressos. Questionada pelo BnR sobre o motivo da suspensão dos shows, a funcionária que cuida da venda de ingressos disse que o motivo não foi informado e que não há um telefone para entrar em contato com a administração da casa de shows.

Quem já havia comprado ingressos para os eventos agendados anteriormente podem procurar a bilheteria da casa de segunda a sábado, das 10 às 19 horas, com os ingressos em mãos para a devolução do dinheiro.

Neste mês, a dupla Simone e Simaria se apresentaria no local no dia 29, como noticiado pelo BnR (veja aqui). Este é o segundo show das irmãs que foi frustrado na região, o primeiro foi o da Festa do Peão de Osasco, que aconteceria em 11/11 do ano passado e foi cancelada de última hora (saiba mais).

Já em abril, O Rappa faria seu último show na região Oeste antes de entrar em pausa por tempo indeterminado. O evento seria realizado no dia 8/4, e também contaria com a apresentação das bandas Maneva, Raimundos e Sancô, além dos cantores Rael e Emicida.

Antecedentes

Em fevereiro, no mesmo dia em que seria realizado o show da dupla Jorge e Mateus, 23/2, circularam nas redes sociais boatos de que o show havia sido cancelado por ordem do Ministério Público de Carapicuíba por falta de alvará do Corpo de Bombeiros. Nas três horas que antecederam a abertura dos portões, circularam documentos nesse sentido com informações inclusive de que a casa teria de pagar uma multa de R$ 10 milhões se descumprisse a liminar, mas Hípica desmentia a situação e o show ocorreu normalmente.

Também foi postado no Facebook da casa texto esclarecendo o mal-entendido e informando que o show ocorreria como planejado, com abertura às 21 horas e início do show à 1 hora, o que acabou acontecendo.

Ainda no mesmo post, a Hípica divulgou imagens dos alvarás do Corpo de Bombeiros e da Prefeitura e do texto para solicitação da realização do evento com os devidos documentos, que incluía também o contrato com empresa de segurança, publicação em Diário Oficial do município, apólice de seguro do local e comprovação de regularidade junto à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.