Suposto ataque à Emef Dalva Fogaça assusta pais de alunos

2460

Mensagens postadas de forma anônima no Facebook ligaram o alerta e fizeram com que a GCM fosse acionada até a escola

Uma suspeita de que a Emef Professora Dalva Fogaça, no Jardim Silveira, seria atacada assustou pais de alunos na manhã desta quarta-feira, 13/11. A GCM chegou a ser acionada devido a mensagens que foram postadas de forma anônima no Facebook.

Depois de ver postagens dizendo que ‘se precisar entrar com uma faca na escola para resolver algum problema, é só falar comigo’ – escritas em um perfil anônimo, mães de alunos da escola ficaram preocupadas e comunicaram a polícia. Os comentários entre os pais são de que as mensagens estariam sendo publicadas por um ex-aluno.

A GCM esteve na unidade na manhã desta quarta-feira para alertar a direção sobre o caso. Após a Guarda deixar a escola, o Barueri na Rede recebeu informações que alguns pais chegaram a ir buscar os filhos na Emef, já que o boato já havia crescido ao ponto de dizerem que haviam estourado um coquetel molotov dentro da Emef.

O BnR esteve no 1º DP, também no Silveira, onde o caso foi registrado. A Polícia Civil desmentiu o boato de bomba na Emef e confirmou que, como o perfil que postou as mensagens é anônimo, não há como ser feito o indiciamento. Não houve registro de feridos.