Sai de coma menino que pulou de sacada no Jardim Belval

7089

Criança de cinco anos assustou-se ao acordar e perceber que estava sozinho em casa e saltou do primeiro andar

O menino de cinco anos que na manhã de sexta-feira, 23/6, pulou da sacada do sobrado onde mora, no Jardim Belval, saiu de coma na manhã deste sábado. O garoto conversou com a mãe, contou sua versão para o acidente e pediu para voltar para casa. Segundo os médicos, apenas nos próximos dias vai ser possível avaliar a gravidade do caso.

materia-2
A criança pulou da sacada superior. Fotos: Mario Trujillo

A criança vive com a mãe e o padrasto na rua Carlos Gomes. Na sexta-feira, o marido saiu de casa de para levar a mulher até a estação de trem do bairro. Poucos instantes depois, por volta das 6h20, o menino acordou e, ao reparar que estava sozinho em casa, entrou em pânico, foi até a sacada da casa, que fica no andar superior, e pulou.

Erika Sousa França, vizinha da família, foi quem achou a criança caída por volta das 6h40. Segundo ela, um exame superficial mostrou que o menino não apresentava hematomas ou fraturas, apenas um corte de aproximadamente 7 cm no lado esquerdo da cabeça, e que sangrava bastante. “Ouvi um barulho por volta das 6h20, mas só percebi o acidente quando, em seguida, escutei um choro de criança. Foi quando saí e o encontrei no quintal comum”, contou Erika.

A vizinha chamou pelos pais e,  percebendo não ter ninguém em casa, levou o garoto para casa de outro vizinho. Foi quando o padrasto chegou e acionou o Corpo de Bombeiros. O menino foi conduzido até o Pronto Socorro Central (Sameb), onde recebeu os primeiros socorros e dali foi transferido para o Hospital Regional de Osasco.

Segundo o padrasto, durante o socorro o garoto chegou a se comunicar, mas acabou perdendo os sentidos e entrou em coma. Em Osasco, ele passou por exames que não identificaram nenhuma fratura ou lesão nas pernas, braços e tronco, mas revelaram lesões na cabeça. Novos exames e o acompanhamento nos próximos dias vão revelar se esses ferimentos são graves.

O menino saiu do coma por volta das 5 horas da manhã deste sábado. Os aparelhos foram então retirados e ele contou o que aconteceu.

A Polícia Civil indiciou o padrasto por abandono de incapaz por ter deixado a criança sozinha em casa.