Rodrigo, 27 anos, primeira eleição, foi a surpresa das urnas

337

Rodrigo Rodrigues, ou Rodrigo da Saúde, pegou todos de surpresa com seus mais de 2 mil votos. Menos os moradores da região dos Altos, que conhecem seu trabalho social

p1060455
Rodrigo é cumprimentado por Furlan: dedicação na ajuda a quem precisa de atendimento em saúde/Fotos: Verônica Falco

3 de outubro de 2016

Quando seu nome apareceu nas primeiras parciais liderando a lista dos candidatos a vereador mais votados, as pessoas começaram a perguntar quem é esse tal de Rodrigo Rodrigues, do PV. Até ontem, ele era um ilustre desconhecido do grande público, menos dos moradores da Vila Ceres e vizinhanças. Ali, na região da Estrada do Altos, ele é Rodrigo da Saúde, um rapaz que dedica a vida a ajudar pessoas que precisam apoio na área médica.

Rodrigo tem 27 anos até dia 5 de outubro, quando faz aniversário, e tornou-se a grande surpresa da eleição de Barueri. Não aparecia em nenhuma lista de favoritos e disputava pela primeira vez. Quando a apuração terminou, ele tinha 2.198 votos e uma cadeira na Câmara Municipal.

Rodrigo não havia participado da política até quatro anos atrás, apesar de ter um forte desejo de ajudar as pessoas. E como era muito popular no bairro, foi chamado por Robertinho para ajudar em sua campanha. Depois da eleição, chegou a trabalhar com o vereador por uns meses, mas logo sentiu que ali faltava alguma coisa. Tentou então assessorar Jânio Gonçalves, mas continuou insatisfeito. Foi então que decidiu atuar por conta própria.

Vocação e portas abertas

Para a família, ele uma tem vocação, que é socorrer a apoiar as pessoas. E isso ficou claro quando passou a dedicar-se a dar apoio a quem precisava de ajuda médica, como se fosse um agente comunitário voluntário. De tanto levar gente daqui para lá, lutar por uma internação, um exame, um tratamento, foi abrindo portas tanto no sistema de saúde de Barueri quanto em grandes instituições, como a PUC de Campinas, a Santa Casa de São Paulo e o Instituto Dante Pazzanese. “Hoje eu sou conhecido das pessoas, tanto na área médica quanto na administração, e isso facilita que eu consiga as coisas para as pessoas”, explica.

Num dado momento, Rodrigo percebeu que teria mais facilidade de ajudar o próximo se fosse vereador e decidiu arriscar-se a buscar uma cadeira na câmara. “Eu fui trabalhar para o Carlos Zicardi em 2014, na campanha para deputado, e vi que os lugares onde ele teve mais votos eram justamente aqueles em que eu atuei”, lembra ele. Quando sua equipe foi se formando, grande partes de quem se propôs a ajudar eram pessoas que tinham sido beneficiadas por ele ou eram parentes delas.

Rodrigo é casado e tem uma filha de seis anos.Não bebe, é religioso e afirma que o que tem conseguido é obra de Deus. “Eu sinto que tenho uma missão, que é ajudar as pessoas, por isso, decidi ajudar meu povo”, conta. Nascido e criado na Vila Ceres, uma região abandonada pelos políticos, segundo ele, Rodrigo quer atuar em benefício do seu bairro e dos vizinhos. “Eu serei um vereador de Barueri, mas vou lutar pelas pessoas aqui da nossa região, vou fazer por merecer o voto de cada um”, conclui.