Protesto de funcionários fecha acesso da Castelo em Jandira

4906

Manifestação foi contra atraso de salários e não cumprimento de direitos pela empresa Rayton

Funcionários da empresa Rayton Industrial S.A. realizaram um protesto na Via João de Góes, em Jandira, na manhã desta segunda-feira. A manifestação, por causa de atrasos de salários, bloqueou a via de acesso à Rodovia Castelo Branco.

O protesto de funcionários da empresa começou por volta das 7 horas. Pneus foram queimados e as faixas ficaram bloqueadas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conteve o fogo e a Polícia Militar prestou apoio na ação. As pistas já foram liberadas.

De acordo com um dos funcionários da Rayton Industrial S.A., a empresa não paga salários há pelo menos cinco meses. “São cinco meses de salário atrasado, cinco anos de atraso no fundo de garantia, várias cestas básicas que foram descontadas no holerite e não foram entregues, três férias atrasadas”, contou ao Barueri na Rede.

Ele conta ainda que o abono salarial e a primeira parcela do 13º também não foram pagos. “Muitos desses funcionários estão sendo expulsos de casa por que não estão conseguindo pagar o aluguel. Todo mês fazemos rateio na porta da empresa, para quem puder doar um pouco de alimento pra ajudar aquele que não tem mais nada dentro de casa”, explica.

Esse foi o segundo protesto de funcionários da empresa, o primeiro ocorreu na semana passada. A Rayton é fabricante de engrenagens e peças para transmissão de veículos automotores e tem um quadro de 220 funcionários. A matriz fica em Jandira, onde os protestos têm ocorrido, mas há também uma filial em Barueri, na Estrada dos Romeiros.