Morre uma das vítimas do acidente com van escolar em Carapicuíba

25803

Garoto de 12 anos sofreu parada cardiorespiratória no local, foi reanimado, mas morreu no Hospital Sanatorinhos

Van foi atingida lateralmente por caminhão desgovernado/Fotos: G1

Ricardo, um menino de 12 anos morreu no acidente envolvendo um caminhão e uma van escolar em Carapicuíba, no fim da manhã desta sexta-feira, 13/4. Não foram divulgadas mais informações sobre a vítima, mas o garoto teve uma parada cardiorrespiratória no local, onde foi atendido e reanimado. Depois, no Hospital Sanatorinhos, teve outras paradas e acabou não resistindo. A informação foi confirmada por volta das 21 horas pela Secretaria de Saúde do Estado. Outras três crianças estão internadas em estado grave.

O acidente aconteceu por volta de meio-dia. Um caminhão desgovernado desceu pela rua da Reserva, uma ladeira íngreme, e chocou-se contra a lateral da van escolar, que trafegava pela avenida Victório Fornazzaro. A van levava alunos para a Fieb Dagmar Ribas Trindade, no Jardim Maria Cristina.

Nove crianças ficaram feridas, uma de sete anos e as demais com idades entre 10 e 13 anos. Entre os adultos, houve oito feridos, dois do caminhão e seis da van. O motorista do veículo escolar, conhecido como Tio Paulo, também precisou ser socorrido. Entre as crianças, várias sofreram fratura e tiveram que passar por cirurgias. Um menino passaria por cirurgia neurológica ainda nesta sexta-feira.

Segundo balanço dos bombeiros, 17 pessoas foram atendidas. Quatro foram socorridas pelo Samu, 12 pelo resgate do Corpo de Bombeiros e uma pelo helicóptero Águia23, da Polícia Militar. Participaram do atendimento ainda ambulâncias dos municípios da região e a Defesa Civil. Os feridos foram levados para o Sanatorinhos, em Carapicuíba, PS Central de Barueri/Sameb, Hospital Regional de Cotia, Hospital das Clínicas, em São Paulo e Hospital Antonio Giglio, em Osasco.

A tarde foi de desespero para os familiares dos alunos. Informações desencontradas circularam pelas redes sociais afirmando que três ou quatro crianças haviam morrido. No Hospital Sanatorinhos, pais esperavam notícias dos filhos. Apenas no fim da tarde foi confirmada a morte de Ricardo.