Mulher morre em acidente no viaduto do Belval

16333

Segundo testemunhas, carro vinha do Silveira e, ao descer pelo viaduto, bateu ao desviar de dois pedestres

Por volta das 21 horas desta terça-feira, 1/1, uma pessoa morreu em decorrência de um acidente no fim do viaduto do Belval. O carro, um fusca, bateu num poste após o motorista tentar evitar um atropelamento.

A morte de um motociclista em 2017 resultou em uma manifestação que levou a prefeitura a decidir por colocar grades de proteção no viaduto/Foto: arquivo BnR

Homens do Corpo de Bombeiros de Osasco foram acionados às 21h04 para socorrer vítimas de acidente de carro em Barueri. Segundos testemunhas, um fusca branco vinha do Jardim Silveira no sentido do Centro pelo viaduto sobre a CPTM no Belval quando, ao fim da travessia, se deparou com com duas pessoas atravessando depois da curva, antes da faixa.

Na tentativa de evitar o atropelamento, o motorista teria perdido o controle do carro, indo bater contra um poste. Segundo os bombeiros, o casal que estava no carro foi socorrido e levado ao Pronto-Socorro Central (Sameb). A mulher do motorista, que estava no banco do carona, apesar das manobras de ressuscitação cardiopulmonrar (RCP), não sobreviveu e morreu ao dar entrada no Sameb.

A identidade das vítimas não foi revelada. O viaduto do Belval já foi local de outros acidente graves, um deles, envolvendo um motociclista em setembro de 2017. No dia, José Henrique de Souza Araújo, conhecido como Jacaré, pilotava uma CB300 dourada no sentido do Jardim Silveira quando, segundo relatos de testemunhas que passavam pelo local na hora do acidente, foi fechado por um caminhão, bateu na mureta do lado esquerdo da via e despencou no vão entre as duas pistas, o que provocou sua morte imediata (leia a matéria completa).

A morte de Jacaré causou grande comoção e, após uma passeata, a prefeitura decidiu colocar grades no viaduto para proteger os motociclistas que passam pela via (relembre o caso).