Matriz de São João Batista ganha sinos de bronze

344

Conjunto de sete sinos homenageia santos, religiosos e devotos. Ainda não há data para que substituam o som digital que hoje marca as horas

sino4

A paróquia São João Batista, no centro de Barueri, instalou no início do mês um conjunto de sinos em sua torre, em comemoração ao jubileu de 60 anos de instalação da paróquia em Barueri. O aniversário foi há mais de três anos, no dia 1/1/2013, e na época, para marcar a data foram encomendados os sete sinos jubilares que foram custeados pela paróquia e por fiéis.

Cada sino, fabricado pela Fundição Artística Paulistana, de Diadema, é dedicado a um santo e tem um padrinho ou madrinha, além de representar uma das notas musicais na escala diatônica: dó, ré, mi, fá, sol, lá e si. Os sinos de bronze substituirão o som digital que hoje marca as meias horas e horas cheias.

sinos-artes

No dia 4 de setembro foi realizada uma missa solene para batismo e bênção dos sinos pelo bispo da Diocese de Osasco, frei João Bosco. Ao longo daquela semana, os sinos foram instalados na torre. Entretanto, as badaladas digitais continuarão ecoando, pois, a igreja precisa fazer ajustes nas instalações elétricas para atender a nova demanda.

Barueri já mantinha uma igreja católica no largo São João Batista, mas que pertencia à Paróquia de Santana de Parnaíba. Em 7 de setembro de 1952 foi criada a Paróquia de Barueri e o padre italiano Lázzaro Equini foi designado seu primeiro pároco. Em 1955, o padre Danilo José de Oliveira Ohl assumiu a paróquia, onde ficou até sua morte em 2009, quando o padre Márcio Messias Cardozo tornou-se o terceiro e atual pároco.

Padre Danilo transferiu a velha igreja do Largo São João Batista para o novo endereço, na rua Henriqueta Mendes Guerra, em 1960. Em 1997, no mesmo terreno, foi inaugurada a nova matriz, com arquitetura moderna e maior capacidade. É sua torre que agora recebe os sete sinos.