Hinode/GRBarueri joga para se garantir na final da Superliga B

736

Time enfrenta o São Bernardo na segunda partida da semifinal do torneio neste sábado, 1º/4, a partir das 14 horas, no ginásio José Corrêa

hinode-sao-bernardo-jpg-2
Uma vitória no jogo de sábado garante o Hinode na final. Fotos: Mário Trujillo

O Hinode/GRBarueri joga contra o São Bernardo, neste sábado, 1º/4, a segunda partida da semifinal da Superliga B de vôlei feminino, às 14 horas, no Ginásio José Corrêa. Como venceu o primeiro jogo, a equipe de José Roberto Guimarães se classifica para a final com nova vitória. Um triunfo do São Bernardo força a realização de uma terceira e decisiva partida no domingo.

ana-cristina
A levantadora Ana Cristina

A vitória das meninas de Barueri no primeiro confronto, realizado em São Bernardo do Campo, no último sábado, 25/3, foi incontestável. O time venceu por 3 a 0 em 1h07 de jogo, com parciais de 25/21, 25/20 e 25/15. Na ocasião, a levantadora Ana Cristina disse que  “foi uma vitória superimportante. É muito bom iniciar as semifinais com uma vitória assim, que nos fortalece para decidir a série em casa, diante da nossa torcida”.

Para Zé Roberto, a boa apresentação do time deve ser esquecida quando o time entrar na quadra para o segundo confronto da série. “A expectativa é grande, principalmente pensando pelo lado de ser a segunda partida. Mas temos que nos concentrar somente nessa de agora. Temos trabalhado com muito cuidado, muita dedicação e num ritmo bastante forte”,  afirmou o tricampeão olímpico.

Primeiros a chegar ganharão batecos

A direção do Hinode/GRBarueri espera que o ginásio esteja lotado para esse jogo. Para incentivar a participação do público, haverá distribuição de camisetas e pares de batecos para os primeiros 500 torcedores que chegarem ao José Corrêa. Quem não puder ir ao ginásio poderá assistir na televisão, já que a RedeTV transmite a partida ao vivo.

Caso o São Bernardo vença o jogo, nova partida sera realizada domingo, 2/4, às 17h30, no mesmo local. Quem vencer a série enfrentará na final o vencedor de Abel Havan Brusque (SC) x BRH-Sulflex/Clube Curitibano (PR). Na primeira partida as curitibanas venceram por 3 a  0 (25/19, 25/16, 25/16), jogando em casa. A segunda e uma eventual terceira partida serão jogadas em Brusque. Apenas a equipe campeã da Superliga B se credencia para jogar a divisão principal em 2018.