GCM intensifica operação Madrugada Segura

1141

Ação policial realizou bloqueios em toda a cidade e tem como foco aumentar a segurança nos pontos de ônibus

Por: Caroline Rossetti

Um assalto no Jardim Mutinga intensificou as atividades da GCM durante essa semana. A operação Madrugada Segura, que tem o objetivo de aumentar a segurança no município, principalmente nos pontos de ônibus, recebeu reforço na quarta-feira, 25/7, após o crime.

Ação rotineira em pontos de ônibus foi intensificada após assalto no Jd Mutinga./Fotos: GCM
Ação rotineira em pontos de ônibus foi intensificada após assalto no Jd Mutinga./Fotos: GCM

Com foco nos horários em que as pessoas saem e chegam do trabalho, a ação contou com 18 viaturas, 10 motocicletas e 52 agentes da Guarda municipal. Os bairros onde foram realizados os bloqueios foram Engenho Novo, Jardim Mutinga, Parque Imperial, Jardim Paulista, Parque Viana, Jardim Belval, Jardim Audir, Jardim Tupã e Centro.

De acordo com a coordenadoria operacional da GCM, nesses primeiros dias de operações não foi registrado nenhuma ocorrência criminosa nos locais onde os agentes atuaram.

Previsão é da operação durar por tempo indeterminado em toda Barueri
Previsão é da operação durar por tempo indeterminado em toda Barueri

Mesmo sendo realizada há algum tempo no município, a ação teve uma ênfase maior na quarta-feira, 25/7. O caso que desencadeou o reforço foi um roubo a uma pessoa na divisa de Barueri com Osasco, no Jardim Mutinga. A informação chegou até a GCM, durante o patrulhamento pelo bairro, através de pessoas que presenciaram dois homens em uma moto realizarem o assalto, que não teve Boletim de Ocorrência registrado pela vítima.

Com isso, a corporação decidiu deflagrar a operação por tempo indeterminado e todos os bairros serão cobertos pela ação, com prioridade para os locais em que há maior índice de criminalidade, que foram o foco nesta semana.

Ações do tipo fazem vem sendo realizadas pela GCM e para “inibir a prática de furtos e roubos de munícipes que utilizam coletivo, diariamente, quando estão indo e voltando do trabalho”, informou a GCM ao Barueri na Rede. As abordagens próximo aos pontos de ônibus ocorrem a partir das 17 horas, na volta dos moradores para casa, entre as 22 horas e meia-noite, quando os ônibus municipais e intermunicipais chegam aos pontos finais, e das 5 às 9 horas, quando o trabalhador está saindo de casa.

A onda de assaltos em pontos de ônibus tem feito parte da rotina do barueriense. Em agosto do ano passado, o alvo foi o bairro do Engenho Novo, (aqui), em setembro foi a vez do Jardim Mutinga (aqui) e em fevereiro deste ano somou-se à lista a Vila São Silvestre (aqui). Na ocasião mais recente, a prefeitura afirmou que aumentou o número de policiais nas regiões e ressaltou a importância de as vítimas registrarem o BO, para que o estudo dos locais com criminalidade esteja sempre atualizado.