Ganga e Petrolina se classificam para a final do Campeonato de Futebol

188

Ganga eliminou o Comunidade Vale do Sol nas cobranças de pênaltis e o Petrolina derrotou o rival Ceará do clássico do Mutinga

Rogério sai para comemorar o primeiro gol do jogo Petrolina e Ceará. Fotos: Mário Trujillo

A Primeira Divisão do Campeonato Amador de Barueri já conhece seus finalistas. O Ganga do Jardim Paraíso eliminou o Comunidade do Vale do Sol por 3 a 2 na disputa de pênaltis, depois de empate sem gols no tempo normal. Já no clássico do Mutinga, deu Petrolina, que venceu o Ceará por 3 a 2. A final deve ser disputada na Arena Barueri, em data que ainda será definida pela Secretaria de Esportes.

Ganga  X Comunidade

No jogo entre duas equipes com campanhas parecidas na primeira fase, a disputa de meio campo foi a tônica no primeiro tempo. O Comunidade começou melhor, com Mistura e Fabrício se movimentando e confundindo a zaga do Ganga. Cléber e Boquinha dominavam o meio e Motoca levava perigo nas subidas pela esquerda. O Ganga, com uma configuração diferente, tinha Birão na lateral e Willy no meio e aos poucos foi se assentando, Plínio achou o posicionamento que dificultava a penetração de Mistura e enquanto Paulinho e Ribeirão passaram a comandar o meio de campo. Com poucas jogadas de emoção, os dois principais lances foram no último minuto. Pelo Comunidade, Cléber e Motoca triangularam e Fabrício finalizou errado. Do outro lado, Bubu roubou a bola na lateral da área e tocou para Ribeirão deixar Monstro de frente para o gol e perder.  

Nilmar defende cobrança de Martinho

Na segunda etapa, os técnicos foram determinantes. Marcelão trouxe Willy para a lateral e avançou Birão. O time ficou mais ofensivo e passou a rondar a área do Comunidade, que perdeu o meio de campo e passou a tentar a ligação direta com seus atacantes, sem resultado. Sidney por seu lado tirou Cléber e Boquinha para entradas de Neguinho e Fabrício II. Isso trouxe mais ainda a equipe do Paraíso para cima, mas sem efetividade. Depois dos 20 minutos, era nítida a sensação de que a equipe do Vale do Sol queria os pênaltis. E foi isso que aconteceu, mas o Comunidade se deu mal. Martinho, Teio e Juninho erraram suas cobranças e o Ganga está na final, 3 a 2.

Leia também no BnR, Pindorama e ABC Califórnia fazem final da Segundona e disputam a Primeira em 2017

Ceará X Petrolina

O domingo foi pleno para jogadores, torcedores e dirigentes do Petrolina. De uma vez só ganharam do arquirrival, se classificaram para a final e se vingaram de quem havia tirado sua invencibilidade e colocado o time em rota descendente na primeira fase, ao golear por 4 a 1. E como no jogo anterior, o time saiu na frente logo no início da partida, com Rogério escorando cobrança de falta da meia esquerda, aos 4 minutos. O Ceará se ressentia da ausência de seu principais atacantes, Buba e Biel, suspensos. Mas o jogo foi se acomodando e aos poucos os alvinegros dominaram a partida e chegaram ao empate com Gui, num rebote de chute de Franklin, depois de grande jogada de Brendon, aos 18. Na sequência, aos 23, Brendon perdeu o gol da virada depois de grande jogada de Willian Leandro e Moisés.

Danilo deu muito trabalho para a defesa do Ceará

No segundo tempo, o Petrolina voltou com Roni, de mais movimentação, no lugar de Alan, e atraía o Ceará para a explorar os contra-ataques. Mas foi numa falha de Diego, em chute de longe, que Rogério, novamente, colocou os rubro-negros na frente aos 8. O jogo ficou aberto, Camarão quase empatou em duas oportunidades, aos 11, escorando de cabeça um cruzamento da esquerda, e aos 15, aproveitando jogada de Moisés e finalizando com perigo. Do outro lado, Roni, bem servido por Danilo, em grande jornada, meteu na trave aos 11, marcou impedido ao aproveitar um rebote, aos 31 e finalmente fez 3 a 1, de cabeça, em nova falha de Diego, aos 31. Tudo parecia definido, mas o Ceará foi para cima e diminuiu aos 40, com Gui batendo pênalti de Clayton em Willian Almeida. Nos acréscimos, no último lance, o Ceará ainda teve o empate nos pés de Rafael.

[sam_ad id=”20″ codes=”true”]