Galhos secos próximos à fiação elétrica preocupam população

441

De acordo com moradores, a situação se estende desde o fim de dezembro. Local fica próximo à estação Antônio João da CPTM

A situação tem deixado moradores preocupados, com medo da queda do galho e um possível curto circuito/Fotos: Arquivo Pessoal

Na última semana, o Barueri na Rede recebeu uma reclamação de moradores e da população que passa próximo à estação da CPTM Antônio João, em relação a um grande galho seco que estaria sendo sustentado apenas pela fiação elétrica e tem causado preocupação em quem passa pelo local.

De acordo com uma moradora, o ponto que deixa pedestres e motoristas receosos fica na rua Acre, próximo à estação de trem. “Esse galho está sendo sustentado por uma fiação. Precisa de poda urgente, e coloca em risco carros e pessoas, além de poder ocasionar um curto circuito”, relata a moradora, que preferiu não ter a identidade revelada, ao BnR.

Ao lado do galho solto há carros estacionados e uma calçada para passagem de pedestres/Fotos: Arquivo Pessoal

Nas imagens, feitas no dia 1º/1, é possível ver os galhos por cima dos fios de eletricidade, e a árvore, de onde eles se soltaram, do lado de dentro de um muro. Ao lado do muro, carros estacionados e uma calçada por onde moradores e passageiros da estação da CPTM passam andando.

Ainda de acordo com a moradora, foi registrada uma queixa no portal da Prefeitura de Barueri, mas não teria conseguido retorno. “Abri um protocolo de reclamação no site, mas não consigo ao menos visualizar o andamento da minha solicitação”, desabafa a moradora da Aldeia de Barueri.

O Barueri na Rede questionou a Prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom) sobre um posicionamento em relação à situação que oferece perigo aos moradores do bairro. Em resposta, a administração municipal alegou que, ‘em vistoria ao local, a Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente constatou que os galhos não estão sustentados à fiação, mas estão próximos’, e ainda que ”devido essa proximidade, será solicitada a poda junto à concessionária Enel’. Porém não foi informado quando isso será feito e se há prazo para retirada dos galhos.