Família procura morador do Engenho Novo desaparecido

1803

Adilio Andrade, de 31 anos, não dá notícias desde o dia 21 de novembro

A família de Adilio Andrade, de 31 anos, procura o morador do Engenho Novo, desaparecido desde o dia 21/11. O rapaz tinha voltado do serviço, em Osasco, foi para a casa de um amigo, na Aldeia de Barueri, e não foi mais visto.

Adilio, pedreiro de 31 anos, está desaparecido desde o dia 21/11/ Foto: Arquivo pessoal

Em conversa com o Barueri na Rede, a mãe do homem disse que ele estava trabalhando em uma obra de uma casa em Osasco como pedreiro, junto com o pai, com quem ele mora no Engenho Novo. Naquele dia, o pai voltou para casa e o jovem passou na casa de um amigo, que mora na Aldeia de Barueri. Depois disso, a família não teve notícias dele.

Na última vez que foi visto, pelo pai e pelo amigo, Adilio estava com um shorts vermelho e uma camiseta cinza. A mãe contou ao BnR que um amigo havia desconfiado que ele estava com depressão, e que ele e o pai brigavam constantemente.

O Boletim de Ocorrência do desaparecimento foi registrado na Delegacia Central de Barueri (rua Pres. Artur da Costa e Silva, 200, Vila Silveira). Quem tiver informações do paradeiro de Adilio pode entrar em contato com a família, pelo telefone (11)95142-0586 (mãe, Neide), ou procurar a delegacia.