Fabião afirma ter sido ameaçado de morte

972

Presidente da câmara afirmou que recebeu telefonema com ameaças contra ele e sua família

O presidente da Câmara de Barueri, Fabio da Silva Rhormens, o Fabião (PCdoB), usou a tribuna da casa na sessão de terça-feira, 19/3, para denunciar uma ameaça de morte que estaria sofrendo. Segundo Fabião, em janeiro, uma pessoa ligou para o seu gabinete o ameaçando e à sua família.

O vereador disse que desde então vem colaborando com a polícia para identificar o autor da ameaça. De acordo com ele, somente com a quebra de sigilo dos telefones da câmara foi possível chegar à pessoa.

Fabião: até últimas consequências

Segundo apurou o Barueri na Rede, trata-se do marido de uma ex-funcionária da câmara, que foi demitida em janeiro na onda de cortes promovida com a posse de Fabião na presidência da casa. Ele teria sido ouvido pela Polícia Civil na semana passada e negou que tenha ameaçado o vereador de morte.

O presidente da câmara diz que pretende levar o caso até as últimas consequências, que incluem, além do processo criminal, outro por danos morais. “Minha família sofreu muito com essas ameaças, minha mulher e minha filha estão amedrontadas”, disse ele. Fabião afirmou que na próxima sessão do Legislativo dará detalhes do caso.

Ofensas na internet

O vereador queixou-se ainda de ataques caluniosos que vem sofrendo nas redes sociais. “Como homem público, estou sujeito a críticas, mas não vou tolerar acusações falsas”, afirmou. Ele diz que levou seu caso à area do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) responsável por crimes na internet e que pretende processar as pessoas que o têm ofendido. “Se pretende acusar, prove, mas inverdades não vão passar”, afirmou.