TMB apresenta nova versão do espetáculo Fragmentos

369

Peça surgiu nas oficinas culturais de Barueri em 2014, com o ator Paulo Américo e está de cara nova, com  temas como empoderamento feminino, racismo e intolerância religiosa

Na sexta-feira, 13/4, às 20h30, o Teatro Municipal de Barueri recebe a peça Fragmentos. O espetáculo, criado na cidade, no ano de 2014, hoje está de cara nova e com um elenco mais enxuto. Durante a apresentação, serão usados os mínimos recursos possíveis, sem grandes figurinos e cenários, para que os atores possam mostrar toda a sua interpretação.

“Fragmentos é uma peça que surgiu no ano de 2014, nas oficinas culturais de Barueri, com o ator, que na época era nosso professor, Paulo Américo (o Paulão). Na primeira versão, foram convidados oito alunos. A proposta do Paulo era basicamente fazer um espetáculo que trouxesse proximidade ao público e fizesse as pessoas refletirem sobre temas da atualidade”, relata Leandro Menezes, ex-aluno das oficinas culturais e que faz parte do elenco da nova versão de Fragmentos.

Um ano após a peça estrear, no início de 2015, o elenco viu a necessidade de o espetáculo ser remodelado. Saíram duas atrizes e entrar outras duas no lugar. No fim do mesmo ano, os atores decidiram cada um seguir seu caminho. ”O grupo percebeu a necessidade de novas experiências. Buscamos individualmente por cursos e oficinas para nos especializar, mas sempre com a ideia de voltar com a peça”, desabafa Leandro ao BnR.

Paulo Américo, antigo professor das oficinas culturais, já participou do seriado Chapa Quente, da Rede Globo, como o personagem Godzilla, e em filmes como Salve Geral e Um Passo para Ir. Ele nasceu em Barueri, no bairro do Reginalice, é diretor do espetáculo e hoje faz parte do elenco. “Estou dirigindo a peça desde a sua primeira versão. A ideia de Fragmentos foi minha e hoje, após algumas experiências, retornei como ator”, explica Paulo. (releia aqui matéria sobre Paulo Américo).

Em sua terceira versão, após dois anos sem apresentações, Fragmentos não é mais um projeto das oficinais culturais, porém ainda conta com o apoio da prefeitura, que cedeu o espaço. Os textos são de Gisele Winter, Leandro Menezes e Paulo Américo, que atuam e se revezam, interpretando ao todo 20 personagens. Os temas tratados são racismo, homofobia, relações entre casais, empoderamento feminino, machismo e pedofilia, interpretados em cenas curtas. Cada tema é analisado de forma crua, porém poética.

 Para quem quiser conferir o espetáculo, que está em sua terceira versão e com textos novos, o valor dos ingressos custa R$ 10 e eles podem ser retirados nas bilheterias do TMB.  A classificação é indicada a maiores de 16 anos.

O  Teatro Municipal de Barueri fica na  rua Mininstro Rafael de Barros Monteiro, número 255, no Jardim dos Camargos.